Vídeo chocante mostra diferença de pulmão saudável e de fumante!

Motivos para parar de fumar não faltam – e, ainda por cima, os malefícios são amplamente conhecidos. Mas quem já passou pelo processo de abandonar o vício sabe que a tarefa está longe de ser fácil.

Um vídeo publicado no Facebook nas últimas semanas é tão impactante que pode dar um “empurrãozinho” aos que querem cumprir o objetivo de largar o tabaco.

hausse-du-prix-du-tabac-30-centimes-supplementaires-a-partir-du-lundi-13-novembre-2017

Em dois vídeos, a enfermeira Amanda Eller, da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, mostra a diferença entre o funcionamento de um pulmão saudável e o de um fumante. De acordo com ela, o antigo dono do órgão deteriorado fumava um maço (aproximadamente 20 cigarros) por dia – durante 20 anos. A publicação no Facebook teve 10 mil curtidas e mais de 605 mil compartilhamentos.

O apavorante vídeo mostra que, enquanto o pulmão saudável tem uma grande flexibilidade, o órgão acinzentado tem um nítido enrijecimento. De acordo com o doutor Jefferson Luiz Gross, líder da equipe médica de pulmão e tórax do A.C. Camargo Câncer Center, este é um fenômeno que efetivamente acontece – e é o causador das faltas de ar dos fumantes.

“Quem é caracterizado como um grande fumante, como é o caso de alguém que consome um maço por dia durante duas décadas, acaba com um pulmão cronicamente inflamado, uma doença conhecida como o enfisema pulmonar. O órgão perde a elasticidade natural e forma bolhas, o que compromete a função de trocar oxigênio para a corrente sanguínea. Isso causa o desconforto respiratório”, afirma o médico.

Ele faz um único alerta, no entanto, para a cor do pulmão apresentado no vídeo. “Este é um pulmão de coloração muito preta. Os que costumamos ver são mais acinzentados. O que pode explicar essa cor tão intensa é que este tenha sido o pulmão de um quadro mais extremo de tabagismo”, afirma.

Risco

Além do enfisema pulmonar, o câncer é responsável por outras doenças que, em muitos casos, são fatais. “As principais são as pulmonares, principalmente enfisema, mas também infarto, derrame cerebral e câncer. Um dado impactante, aliás, é que um terço de todos os cânceres são causados pelo tabaco.

Isso significa que se todas as pessoas do mundo parassem de fumar, a incidência da doença diminuiria em 30%”, diz Gross.

E não se engane se você pensa que, ao fumar menos que a pessoa que consome vinte cigarros por dia, está saudável. “É muito importante entender que você também está correndo risco de ter essas doenças mesmo se fuma um cigarro por dia. Não existe quantidade segura para o consumo do tabaco. Uma pessoa que é considerada um grande fumante e corta o hábito aos 30 anos, por exemplo, vai demorar quinze anos para que o risco de ter câncer seja parecido com o de alguém que nunca fumou. Pode parecer desanimador, mas quanto maior a demora para parar, pior fica a situação. É preciso extinguir o fumo o quanto antes.”

healthy-smokers-lungs-difference-video-amanda-eller-23

Aviso

Uma maneira de evitar que o tabagismo retome os grandes índices que tinha antes das leis antitabaco que proibiram, entre outras coisas, o consumo de cigarros e afins dentro dos estabelecimentos, o médico aposta em um conselho aos adolescentes.

“Números mostram que o hábito começa por volta dos 15 anos. O recado para quem fuma é: deixe de fumar o quanto antes. Mas aos que não fumam, jamais comecem; causa vício e dependência, é extremamente prejudicial. Faça de tudo para que seu pulmão não fique no mesmo estado que o apresentado no vídeo viral”, afirma.

Além disso, é importante lembrar que o tabaco não é apenas o cigarro, mas também o narguilé – uma febre entre os jovens e que pode, inclusive, trazer mais males que o próprio cigarro convencional.

“Estimativas falam que uma hora fumando o narguilé equivale a 100 cigarros. Ou seja: não acredite que ele é inofensivo”, diz o profissional.

Fonte: Veja.com



Compartilhar no Facebook