Veja como acabar com os Mosquitos sem se envenenar junto!

Como acabar com os mosquitos? Com certeza é uma pergunta feita pela maioria dos brasileiros. Afinal de contas os mosquitos são insetos muito presentes em nosso dia a dia. Os mosquitos são conhecidos pela perturbação que causam ao sono e pelo desconforto causado por suas picadas. Sem falar naquele zumbido no ouvido enquanto estamos dormindo ou então a coceira interminável.

dengue-reproducao

Dependendo da pessoa, os mosquitos podem provocar alergia e inchaço a ponto de por vezes levar o indivíduo a necessitar de uma visita ao hospital. Estamos falando da muriçoca, meruçoca, muruçoca, carapanã, fincão, fincudo, melga, sovela, perereca, bicuda, termos gerais para designar uma subordem de insetos, que inclui os mosquitos ou pernilongos, intrusos em nossas residências e jardins que rondam nossas cabeças e plantas.

O perigo maior é que os mosquitos podem nos infectar com vírus e levar ao desenvolvimento de doenças. Por esses motivos, é bom que os humanos preservem distância destes insetos.

No entanto, a alternativa pouco sustentável de muitos é utilizar inseticidas convencionais, que podem prejudicar a saúde e contaminar o ar com seus componentes químicos, muitos deles considerados tóxicos.

Em vez disso, curta abaixo algumas dicas sustentáveis sobre como acabar com mosquitos; mantê-los longe da sua casa e quintal, sem poluição com componentes químicos nocivos.

1. A maneira mais eficiente para acabar com mosquitos em volta de sua residência é eliminando qualquer tipo de água parada - ambiente propício para que os mosquitos depositem seus ovos. Verifique o seu quintal para se certificar de que não há água parada em vasos ou quaisquer outros recipientes de jardim.

Dengue-e-preciso-de-ter-cuidados-27-03-15-567x340

2. Caso você tenha um banheira para pássaros no jardim, troque a água pelo menos uma vez por semana, para evitar a água parada e o surgimento de mosquitos e outros insetos.

3. Limpar os restos de calhas de chuva e desentupir todas as calhas obstruídas é uma maneira de evitar os mosquitos. Isso porque calhas entupidas são locais usualmente negligenciados como local potencial para reprodução de mosquitos.

4. Durante o dia, os pernilongos machos gostam de habitar espaços que possuam vegetação densa; e a noite as fêmeas saem em busca de alimento (sangue humano). Para proteger seu jardim, apare as sebes (cercas vivas feitas com plantas espinhosas) e remova ervas daninhas altas. Isso provavelmente contribuirá para a redução da população de mosquitos.

5. Se você tem telas em suas janelas, certifique-se de que elas não possuem quaisquer buracos pelos quais os mosquitos possam esgueirar-se através. Mesmo se forem pequenos, pelo tamanho dos insetos, por vezes conseguem passar.

6. Mosquitos são atraídos por fragrâncias frutais ou florais, umidade e roupa escura. Evite! (pricipalmente no verão).

7. Maior cuidado ao nascer e pôr do sol, ocasiões em que estes insetos são mais ativos. Portanto, nesses momentos evite estar próximo a águas paradas, jardins, plantas, ou seja, lugares propícios ao surgimento de mosquitos. Não havendo opção, procure vestir camisetas de mangas compridas e calças para se proteger; e feche as janelas se possível.

8. Os mosquitos naturalmente evitam certos tipos de ervas, especialmente a sálvia, o alecrim, o neem, a citronela e o eucalipto.

9. Pressione empresas e governos para contribuirem com a manutenção da biodiversidade; pois a superpopulação de mosquitos nas cidades é devido à falta de predadores naturais.

INFORMAÇÃO IMPORTANTE: Segundo a Anvisa, apenas repelentes com químicos à base de icaridina são eficazes contra o Aedes aegypti (transmissor de dengue, zika e chikungunya). Os repelentes à base de neem, citronela e andiroba não contêm esse princípio ativo.

Repelente caseiro para mosquitos

O óleo essencial de eucalipto é uma excelente alternativa natural para acabar com mosquitos. Para utilizá-lo de maneira eficaz é preciso um difusor elétrico e de um óleo carreador para aplicação na pele.

66001

No difusor você pode utilizar quantas gotas preferir, mas o indicado é 5 gotas para cada 4 horas.

Para fazer o repelente caseiro para mosquitos você precisará, além do óleo essencial de eucalipto, de um óleo carreador, normalmente o óleo de coco exerce essa função.

Então para cada colher de sopa rasa de óleo de coco adicione 3 gotas de óleo essencial de eucalipto; misture bem e faça o teste de alergia na parte interna do antebraço; caso apresente irritação, suspenda o uso e retire a mistura aplicada com auxílio de um algodão e algum óleo vegetal neutro como o próprio óleo de coco, óleo de girassol, óleo de semente de uva ou outro óleo vegetal que você sabe que não tem irritação.

Caso não apresente alergia à mistura de óleo de coco e óleo essencial de eucalipto basta espalhar o repelente caseiro pelo corpo. Pronto! O repelente caseiro para mosquitos que você fez atuará em conjunto com o difusor para acabar com os mosquitos da sua casa.

Fonte: ECycle



Compartilhar no Facebook