Vacina contra a GRIPE está associada a casos de COVID menos graves!

Um novo estudo descobriu uma associação intrigante entre as pessoas que receberam uma vacina contra a gripe na temporada de gripe 2019/2020 e o COVID-19.

Quando surgiu a pandemia verificou-se que as pessoas vacinadas contra a gripe eram menos propensas a testar positivo para o Covid-19, e aquelas que contraíram o vírus tiveram, em média, poucas complicações em comparação com as pessoas que não haviam tomado a vacina.

flu-vaccine

O trabalho foi publicado no American Journal of Infection Control e analisou 27.201 pessoas que foram testadas para COVID-19 até julho de 2020. Destas, 1.218 pessoas testaram positivo para COVID-19. Quando as pessoas amostradas foram divididas entre aquelas que receberam a vacina contra a gripe no ano anterior e as que não receberam, a equipe encontrou uma diferença.

Daqueles que receberam a vacina contra a gripe, 4% testaram positivo para COVID-19, enquanto a fração que não recebeu foi superior a 4,9%. A equipe controlou variáveis como origem étnica, sexo, idade, além de fatores relacionados à saúde, como tabagismo. A diferença é pequena em termos absolutos, mas bastante alta em termos relativos. Isso significa que os pacientes tinham 24% menos probabilidade de teste positivo para COVID se tivessem tomado a vacina contra a gripe.

A equipe também mostrou que as pessoas que receberam a vacina contra a gripe também tinham menos probabilidade de necessitar de hospitalização em comparação com aquelas que não o fizeram. Não está claro neste estágio se a causa dessa associação é biológica (a vacina contra a gripe, de alguma forma, prepara o sistema imunológico contra um tipo diferente de vírus) ou social.

“É possível que os pacientes que recebem a vacina contra a gripe também estejam praticando mais distanciamento social e seguindo as diretrizes do CDC. No entanto, também é plausível que possa haver um efeito biológico direto da vacina da gripe no sistema imunológico relevante para a luta contra o vírus SARS-CoV-2”, afirmou a Professora Marion Hofmann Bowman, do Michigan Medicine Frankel Cardiovascular Center, disse em um comunicado.

Covid_flu_shot_shield

A possível associação é uma notícia bem-vinda, já que informações incorretas se espalharam no ano passado de que as vacinas contra a gripe estavam falsamente conectadas a infecções por COVID-19. Este trabalho mostra que ocorre o oposto, com a vacina contra a gripe realmente levando a melhores resultados de saúde no que diz respeito à pandemia.

"É poderoso para dar aos provedores outra ferramenta para encorajar seus pacientes a tirar proveito das imunizações disponíveis, eficazes e seguras", acrescentou a co-autora, Professora Carmel Ashur, da Michigan Medicine.

Trabalhos anteriores mostraram uma associação positiva entre a vacina contra a gripe e a prevenção de ataques cardíacos e hospitalização relacionada a insuficiência cardíaca. Ótimas notícias sobre vacinas contra a gripe!

Fonte: IFL Science



Compartilhar no Facebook