Úlcera nem sempre provoca dor... 4 sinais ocultos da doença que vira câncer!

O aumento na produção do ácido estomacal e a redução da proteção natural da mucosa do órgão, que danifica o revestimento do trato digestivo, são os responsáveis pelo aparecimento de úlceras.

A causa mais comum da condição é a presença da bactéria H. Pylori, mas o uso de analgésicos, estresse e má alimentação também podem provocar o problema.

maxresdefault--10-

A bactéria Helicobacter Pylori, popularmente conhecida como H. Pylori, é ainda a principal causa do câncer de estômago, segundo o oncologista Dr. Manoel Carlos Leonardi de Azevedo Souza, da BP (Beneficência Portuguesa de São Paulo).

Sintomas de úlcera

A dor e a queimação no meio do abdômen são os sintomas mais comuns de úlcera, mas nem sempre a condição apresenta incômodos e desconfortos. Quem tem úlcera e não sente dor pode apresentar outros sinais, como:

  • Sensação de estômago cheio
  • Náuseas
  • Vômitos (às vezes com presença de sangue)
  • Fezes escuras ou avermelhadas

Diagnóstico e tratamento para úlcera

O exame de endoscopia é considerado o mais eficiente para um diagnóstico de úlcera. O tratamento normalmente é realizado com o uso de remédios que inibem a secreção ácida do estômago, como Omeprazol ou Ranitidina, e pode durar entre 4 e 8 semanas.

helicobacter-pylori

No caso de úlcera causada pela bactéria H. Pylori, além do medicamento para alívio dos sintomas, o paciente pode ainda ser orientado a tomar antibióticos. Os cuidados podem ser estendidos por até 14 dias e costumam ter 80% de eficácia.

Fonte: Vix



Compartilhar no Facebook