"Tramadol": um Remédio que pode levar à Morte!

Tramadol é um analgésico opioide muito usado no alívio da dor moderada a grave. Algumas sociedades americanas recomendam o fármaco para o tratamento de osteoartrite do joelho.

No entanto, um novo artigo, publicado em março no Journal of the American Medical Association (JAMA), indica que o uso de tramal em pacientes com artrose pode aumentar a mortalidade.

osteoartrite-joelho-600x330

Para chegar nessa conclusão, pesquisadores no Reino Unido realizaram um estudo de coorte com 88.902 pacientes (idade média: 70,1 anos; 61,2% do sexo feminino) com diagnóstico de osteoartrite, retirados do banco de dados britânico. Os participantes receberam prescrição inicial de tramadol (n = 44.451), codeína (n = 16.922), naproxeno (n = 12.397), diclofenaco (n = 6.512), celecoxibe (n = 5.674), etoricoxibe (n = 2.946).

Tramadol e Artrose

O desfecho primário foi a mortalidade por qualquer causa em 1 ano após a prescrição de tramadol, comparado com os outros fármacos. Os resultados foram:

Tramadol x Naproxeno

Durante o follow-up, foram registradas 278 (23,5/1000 pessoas-anos) mortes no grupo que recebeu tramadol e 164 (13,8/1000 pessoas-anos) no grupo naproxeno (diferença de 9,7 mortes/1000 pessoas-anos; HR 1,71).

Tramadol x Diclofenaco

A mortalidade também foi maior com tramadol (36,2/1000 pessoas-anos) do que com diclofenaco (19,2/1000 pessoas-anos; HR 1,88)

Tramadol x Celecoxibe

A taxa de mortalidade por todas as causas foi de (HR 1,70):

  • Tramadol: 31,2/1000 pessoas-anos
  • Celecoxibe: 18,4/1000 pessoas-anos

Tramadol x Etoricoxibe (HR 2,04)

  • Tramadol: 25,7/1000 pessoas-anos
  • Etoricoxibe: 12,8/1000 pessoa-anos

Tramadol x Codeína

Nenhuma diferença estatisticamente significativa na mortalidade por todas as causas foi observada.

download--44-

Conclusões

Entre os pacientes idosos com artrose, a prescrição inicial de tramadol foi associada a uma maior taxa de mortalidade em 1 ano, quando comparado a outros anti-inflamatórios não-esteroides comumente prescritos.

Os autores alertam que esses achados ainda não são suficientes para uma mudança na conduta e precisam ser reforçados por estudos futuros.

Referências:

Zeng C, Dubreuil M, LaRochelle MR, et al. Association of Tramadol With All-Cause Mortality Among Patients With Osteoarthritis. JAMA. 2019;321(10):969–982. doi: 10.1001/jama.2019.1347

Fonte: PEBMED



Compartilhar no Facebook