Tragédia! Mulher morre após fazer escova progressiva!

Uma mulher morreu após fazer uma escova progressiva - tratamento para alisar os cabelos - no município de Pindamonhangaba, no interior de São Paulo. A morte aconteceu por causa de um quadro grave de intoxicação provocado pelo uso de formol no procedimento estético.

O caso ocorreu na mesma semana em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa proibiu a venda de 4 alisantes de cabelo por conterem quantidades irregulares do produt, que tem potencial cancerígeno.

25HbaAJ

A vítima, conforme noticiou o G1, tinha 48 anos e deu entrada no pronto-socorro do município com dificuldades para respirar.

Em nota ao jornal online, a prefeitura, responsável pela unidade de saúde, informou que a morte foi ocasionada por “insuficiência respiratória aguda, bronquite aguda e asma - todos decorrentes de uma intoxicação exógena de produto químico no cabelo e em contato com a pele".

A mulher, segundo familiares, já havia realizado o procedimento antes, embora fosse sabido que sofria com problemas respiratórios, como asma e bronquite.

O que é intoxicação química?

Intoxicação é o nome dado ao conjunto de sintomas causados pela exposição do organismo a alguma substância nociva, seja ela produzida pelo próprio corpo ou não. Dentre as formas mais comuns de intoxicação estão o uso de medicamentos não recomendados ou em doses excessivas, picadas de animais venenosos, alimentos estragados, agrotóxicos e metais pesados, como chumbo e mercúrio.

O sintomas podem variar desde vômitos e alergias até quadros graves de insuficiência respiratória ou cardíaca, impedindo que a pessoa consiga respirar ou bombardear sangue para todo o corpo.

"Tratando-se de escova progressiva, há um limite tolerável para o uso de formol, que pode causar a intoxicação química. Se for usado em altos níveis, a pessoa não consegue respirar", afirma a dermatologista especialista em estética médica Íris Florio.

Formol pode levar à morte

O formol, conforme explicou a dermatologista, é uma substância tóxica que, quando exposto ao organismo em altas doses ou em pessoas que possuam um histórico de problemas respiratório, pode causar insuficiência respiratória.

download--5-

"Formol tem a capacidade de causar broncoespasmo. Ou seja, ele fecha os brônquios [tubos que levam ar aos pulmões] não permitindo as trocas gasosas no organismo, levando o indivíduo à morte por não conseguir respirar", explica a especialista.

A própria Anvisa destaca que o formol tem aspecto tóxico e, por essa razão, o uso em produtos cosméticos é limitado: a substância é permitida apenas como um conservante, na concentração de até 0,2%.

Entretanto, desde 2009, a Agência proíbe seu uso como alisante.

"Eu sou extremamente contra o uso de formol. Ele destrói a fibra capilar, podendo levar até mesmo a queda capilar" afirma.

Muito cuidado! Compartilhe!

Fonte: Vix



Compartilhar no Facebook