Tomar muito CAFÉ pode afetar Seios das Mulheres!

Conhecer o próprio corpo é uma das maneiras mas eficientes de saber reconhecer quando algo está fora da normalidade. Muitas vezes nossos hábitos cotidianos e, especialmente alimentares, impactam na saúde do nosso organismo e nem sempre os sinais são evidentes.

506208-coffee

Ainda pensando na nossa rotina, para muita gente o café é um grande companheiro de todas as horas, mas é preciso ficar atento, pois em excesso ele pode ser prejudicial. Nesse sentido, os seios são um bom sinalizador de que os níveis de cafeína estão acima do esperado.

Sintomas da cafeína nos seios

Seios encaroçados e doloridos

Durante a menstruação é comum perceber mudanças tanto de sensibilidade como de tamanho em relação aos seios, contudo o alto nível de consumo de cafeína pode impactar ainda mais nessas mudanças.

sore-breasts-1554999560

Mulheres que tomam café além da conta podem sentir pequenos caroços nos seios e percebê-los mais doloridos.

Isso acontece devido a substância metilxantina, muito presente no café. As metilxantinas têm alto poder estimulante sobre o sistema nervoso central, o que leva a mudanças no tecido mamário, parecidas com a que ocorrem quando a mulher está de TPM, além disso, aumenta a sensibilidade da região causando desconforto.

Seios reduzidos de tamanho

Coffee-shrink-breasts-678x381

Um estudo sueco publicado na revista científica British Journal of Cancer demonstrou que o alto consumo de café pode levar a uma diminuição do tamanho dos seios de algumas mulheres. Isso acontece, de acordo com a pesquisa, por causa de uma variação genética que atinge cerca de 50% das mulheres e apenas entre aquelas que consomem 3 ou mais xícaras de cafés todos os dias – afetando os hormônios femininos.

É importante sempre estar atenta a possíveis mudanças de padrão de seus próprios seios para que descobrir o que pode estar desequilibrado no seu corpo. Diante de alguma alteração que pareça atípica é indicado que você procure um médico especialista!

Fonte: Vix.com



Compartilhar no Facebook