Tem vespas mortas em todos os figos?

Se você adora figos, a próxima frase pode ser difícil de engolir. Os figos que você está comendo podem ter uma vespa morta presa dentro deles. Eu sei que muita gente provavelmente se contorceu ao saber, mas, na verdade, isso soa mais dramático do que realmente é.

Você pode achar que a ideia de vespas dentro de um figo meio nojenta, mas, na verdade, é incrível ver como a natureza sabe exatamente o que precisa fazer para permitir a sobrevivência das espécies de plantas e insetos.

vespa-do-figo

Os figos e vespas-do-figo têm uma relação mutuamente benéfica - algo que oficialmente é chamado de mutualismo - que se desenvolveu ao longo de milhões de anos de evolução. Eles precisam um do outro para sobreviver.

As vespas ajudam a polinizar os figos e, por sua vez, os figos fornecem um local seguro para as vespas depositarem seus ovos. Essa relação é fundamental para um ecossistema equilibrado, e também para que você possa saborear um figo fresco ou aquela geleia ou compota de figo que você adora.

Portanto, não deixe que essa informação te impeça de comer figos. A fruta, ou tecnicamente a flor, é rica em amido resistente, potássio e outros nutrientes como magnésio e colina, que ajudam a mantê-lo saudável. Além disso, você provavelmente já come vários insetos sem perceber.

Por que os figos precisam das vespas?

Os figos costumam ser consumidos como frutas, mas, na verdade, são flores "invertidas" com uma biologia fascinante. Ao contrário de outras flores, que desabrocham e se expandem externamente, as flores da figueira desabrocham dentro da baga do figo. Como as flores ficam do lado de dentro, elas precisam de um sistema especial de polinização - e é aí que entram as vespas fêmeas.

6322885

Cada flor produz uma única fruta chamada aquênio, que é composta por uma casca e uma semente dura. Como várias flores crescem dentro da baga, também há vários desses frutos de casca dura. É isso que dá aos figos frescos sua crocância característica.

As vespas fêmeas-do-figo entram no figo através de pequenas passagens chamadas ostíolos. Os ostíolos são tão estreitos que as vespas-do-figo perdem as asas e a antena ao passar por eles. Por causa disso, elas conseguem entrar nos figos, mas geralmente não conseguem sair. Mas para elas, está tudo bem, porque seu único propósito ali é a reprodução.

Existem figos "machos" e "fêmeas". Os figos femininos são os que comemos, enquanto os figos masculinos servem apenas como local de reprodução das vespas. Uma vez dentro de um figo macho, as fêmeas colocam seus ovos. Por fim, os ovos eclodem e as vespas bebês machos cavam túneis através do figo para que as bebês fêmeas, cobertas de pólen, possam escapar e continuar o ciclo em outro figo.

No entanto, se uma vespa do figo entrar em um figo fêmea, elas não poderão colocar seus ovos. Em vez disso, ela poliniza as flores dentro do figo, mas depois fica por lá, vivendo o resto do seu ciclo de vida máximo de 48 horas e morrendo dentro do figo.

Então, tem vespas mortas nos figos?

A resposta curta para se há ou não vespas mortas dentro do seu figo é: possivelmente. A maioria dos figos cultivados nos Estados Unidos são autopolinizáveis, o que significa que eles não precisam das vespas para crescer. Karla Stockli, CEO do California Fig Advisory Board, aponta que mais de 95% dos figos produzidos na Califórnia são autopolinizáveis e a maioria dos figos que você pode comprar nos EUA (100% de figos secos e 98% de figos frescos) vêm da Califórnia, que possui os mais altos padrões de qualidade do mundo.

Então, essa é uma boa notícia. A outra coisa que pode te tranquilizar é que os figos, na verdade, contêm uma enzima chamada ficina, que decompõe os exoesqueletos das vespas e as transforma em proteínas.

Tecnicamente, quando você come um figo, pode estar comendo proteínas que vieram de uma vespa, mas é pouco provável que realmente encontre uma vespa intacta dentro do figo.

20180807_00_figo_vespa

E, mesmo que você tenha encontrado uma vespa intacta, elas não são como as vespas que você provavelmente está imaginando. As vespas-do-figo são muito pequenas - cerca de 1,5 milímetros - então você provavelmente nem as notaria. Para referência, uma vespa "jaqueta amarela" operária típica tem cerca de 12 milímetros, enquanto a rainha pode crescer até os cerca de 19 milímetros.

Não se preocupe, você já come insetos

Outra coisa que pode aliviar sua mente (ou não, dependendo de como você enxerga) é que, se você come frutas e vegetais frescos, provavelmente já comeu milhares de insetos.

De acordo com um relatório da Terro, uma empresa de controle de pragas da Pensilvânia, uma pessoa pode consumir em média até 140.000 partes de insetos por ano. Isso porque o FDA permite que certas quantidades de insetos entrem no fornecimento de alimentos. Por exemplo, meia xícara de frutas vermelhas congeladas pode conter, legalmente, dois insetos inteiros.

E aquele lúpulo utilizado para fazer cerveja? Eles obtêm o sinal verde com até 25.000 insetos inteiros em meia xícara. Embora isso possa fazer você se contorcer de nojo, os insetos são, na verdade, rotineiros na dieta de muitos lugares.

Aproximadamente 80% das pessoas em todo o mundo comem um ou mais dos diferentes 1.700 insetos comestíveis como fonte de proteína. Algumas partes do mundo, principalmente os países tropicais, chegam a considerá-los iguarias.

Eles só são considerados nojentos nas sociedades ocidentais porque não estamos acostumados a comê-los, e os classificamos como pragas em vez de alimento. Com a pecuária, também não precisamos de fontes alternativas de proteína, então evitamos insetos comestíveis.

Os benefícios do figo

Se você conseguir superar a ideia de que alguns dos figos que você come podem raramente conter uma vespa, há muitos motivos para incluí-los na sua dieta.

Um figo de tamanho médio tem aproximadamente 40 calorias e fornece 1,5 gramas de fibras, além de quantidades abundantes de magnésio e colina, vitamina B6, cobre, ácido pantotênico e folato. Eles também são ricos em betacaroteno.

Os figos são uma boa fonte de potássio, que seu corpo usa para controlar a pressão arterial e equilibrar a proporção de sódio, potássio e cálcio. Como você pode imaginar, o valor nutricional por peso aumenta quando a fruta é seca. Por exemplo, 100 gramas fornecem 35 mg de cálcio quando fresco, mas 162 mg de cálcio quando seco.

Como os figos são ricos em fibras, eles também podem atuar como laxantes naturais. Alimentos ricos em fibras também proporcionam uma sensação de saciedade, e um dos tipos de fibra dos figos - o amido resistente - atua como um prebiótico natural para apoiar as bactérias benéficas preexistentes em seu intestino. O amido resistente também ajuda a controlar o açúcar no sangue, protege os rins e ajuda o corpo a usar certas vitaminas, como a vitamina D - uma combinação que pode ajudar a controlar o diabetes e reduzir as complicações diabéticas.

O amido resistente também aumenta a saciedade, ajudando a controlar o peso corporal e reduzir o risco de obesidade. Em um estudo com animais, os pesquisadores descobriram que adicionar amido resistente à dieta de ratos obesos ajudou a reduzir o peso corporal em até 40%.

Outro estudo com animais avaliou os efeitos de figos, tâmaras e romãs na neuroinflamação. Eles descobriram que a administração diária de um suplemento contendo essas três frutas diminuiu citocinas inflamatórias e retardou a formação de placas senis. Os pesquisadores concluíram que as frutas mediaram a redução de citocinas, e podem ser um mecanismo que pode ajudar a proteger contra doenças neurodegenerativas.

As folhas da figueira também podem ser tão importantes nutricionalmente quanto a própria fruta, pois apresentam benefícios únicos à saúde, incluindo a capacidade de regular o açúcar no sangue. Em um estudo, pacientes que receberam uma decocção de folhas de figueira por um mês conseguiram reduzir sua dose média de insulina em 12%.

Um estudo em animais avaliando hipertrigliceridemia em ratos utilizou a administração de uma decocção de folha de figo. Embora os níveis de colesterol total não tenham sido afetados, a decocção de figo teve um efeito positivo claro na quebra de moléculas de lipídios.

Os figos, incluindo a fruta, a casca, as folhas e as polpas também são ricos em antioxidantes e compostos fenólicos. Esses compostos ajudam a combater o estresse oxidativo e podem proteger contra condições crônicas e relacionadas à idade, como doenças cardíacas, câncer, síndrome metabólica e obesidade.

Fonte: Mercola



Compartilhar no Facebook