Se você passa muito tempo no celular, pode ter WhatsAppinite (e tem até tratamento!)

Com a explosão no uso de smartphones, tablets e outros dispositivos eletrônicos, a tecnologia deixou as pessoas conectadas com apenas um clique. Especialmente com as mídias sociais. Mas, nestes novos tempos, novas doenças entraram em cena graças a utilização excessiva destes aparelhos.

Uma delas é a chamada WhatsAppinite, termo utilizado pela médica espanhola Inés Fernandez-Guerrero em 2014 para definir os sintomas nos tendões e articulações das mãos causados pelo vício em celular.

Enfermedad-Emergente-Usar-Whatsappitis-Dolor-Munecas

Responder mensagens no WhatsApp o dia todo, rolar as atualizações do Instagram ou conferir as novidades do Facebook por longos períodos de tempo leva o indivíduo a fazer movimentos repetitivos com o polegar e o pulso.

Essa movimentação incessante dos dedos ao operar o smartphone pode danificar o músculo do polegar, causando a chamada tenossinovite – inflamação da membrana sinovial que contorna o tendão, especialmente no dedão das mãos.

Whatsappitis

Além disso, a WhatsAppinite causada pela digitação excessiva também engloba sinais clássicos de dores na região do pulso, que podem se transformar em problemas maiores, como a Síndrome do Túnel do Carpo, artrites e até tendinite nos dedos. Isso sem contar o peso do dispositivo, que parece leve, mas pode agravar as possíveis lesões.

8216-whatsappitis-8217-clasificada-enfermedad_2_2035108

Como tratar a WhatsAppinite

No caso descrito pela médica espanhola em artigo científico publicado no The Lancet, o tratamento da WhatsAppinite consistiu o uso de medicamentos anti-inflamatórios e abstinência no uso do smartphone – especialmente para o envio de mensagens.

Essa não foi a primeira vez que lesões causadas pelo uso de dispositivos eletrônicos foi relatada pela comunidade médica: a chamada nintendinite foi bastante popular na década de 90, especialmente entre as crianças e adolescentes que passavam horas jogando videogame.

Compartilhe esse alerta para todos os seus amigos que passam horas com os smartphones nas mãos!

Fonte: Vix.com



Compartilhar no Facebook