Quem NÃO deveria tomar Pílula Anticoncepcional de jeito nenhum!

Prática e de fácil administração, a pílula anticoncepcional é um dos métodos mais eficazes para prevenir uma gravidez indesejada quando usada corretamente. Apesar da grande variedade de dosagem hormonal presente em cada marca de medicamento, o contraceptivo pode ser contraindicado para algumas mulheres.

Por isso, consultar um ginecologista antes de iniciar o uso do remédio é essencial para evitar complicações de saúde.

riscos-da-pilula-anticoncepcional-17

Conheça os grupos de risco e veja quem não deveria tomar pílula anticoncepcional de jeito nenhum!

  1. Mulheres obesas devem evitar tomar pílula anticoncepcional, especialmente se a condição estiver acompanhada de complicações típicas da doença.

  2. Mulheres fumantes acima dos 35 anos devem evitar o uso da pílula para minimizar o risco de desenvolver trombose.

2b92af955bdc741cd612fe62984f33c7

  1. Mulheres hipertensas correm risco de trombose e Acidente Vascular Cerebral (AVC) ao fazer uso do contraceptivo oral.

  2. Mulheres com histórico de trombose: Nesse caso, a OMS contraindica o uso de pílula anticoncepcional combinada. Esse grupo inclui mulheres que tiveram AVC, infarto ou trombose venosa profunda. Varizes e flebites superficiais não preenchem esse critério.

  3. Mulheres em período pós-parto: Até 21 dias após o parto, a mulher tem risco aumentado para tromboses e, por isso, a recomendação é que o uso da pílula seja criterioso. Casos em que existam outros fatores de risco, como imobilismo ou tabagismo, a pílula não deve ser tomada. Dos 21 aos 42 dias também existem riscos, mas eles só são maiores que os benefícios caso existam outros fatores que predispõem a formação de trombos.

veo-cot-song-o-tre-nho

  1. Mulheres com doenças cardíacas, acompanhadas de complicações como hipertensão pulmonar e endocardite também devem evitar o uso da pílula.

  2. Mulheres com câncer de mama devem suspender o uso da pílula porque esse tipo de tumor é sensível ao hormônio presente no medicamento.

  3. Mulheres com enxaqueca: A chamada enxaqueca com aura, que inclui sintomas visuais e sensitivos, aumenta consideravelmente o risco de AVC em mulheres que tomam pílula.

news-3709-thumb

  1. Mulheres com Lúpus: Pessoas com os anticorpos responsáveis pelo Lúpus Eritematoso Sistêmico ativo têm maior risco de formação de trombos na corrente sanguínea, por isso, a pílula anticoncepcional é contraindicada.

  2. Mulheres amamentando: Segundo a OMS, até 6 semanas após o parto a mulher não deve tomar pílula anticoncepcional. De 6 semanas a 6 meses após o nascimento, o uso também deve ser criterioso pois os riscos continuam maiores que os benefícios. O motivo da preocupação está na ação dos hormônios sobre o volume de leite materno e na ausência de estudos que comprovem que a exposição do bebê ao hormônio estrogênio que estará no leite não é perigoso para sua saúde.

Muitas mulheres desconhecem esses perigos! Alerte-as! Compartilhe!



Compartilhar no Facebook