Por que sentimos prazer em ver vídeos de cravos sendo espremidos?

É muito comum a cena da namorada que espreme os cravos e espinhas do namorado. Da mesma forma é comum as pessoas esmagarem cravos no espelho do elevador. Quando o assunto diz respeito a vídeos de pessoas espremendo cravos e espinhas nem se fala, existe um público muito fiel a esse tipo de vídeo.

Mas por que algumas pessoas sentem tanto prazer vendo cravos sendo espremidos?

cravo_-_melhores_remedios_caseiros

A primeira explicação vem dos nossos ancestrais. Estamos repetindo um comportamento típico dos primatas, chamado catação, ou seja, a limpeza que um animal faz no outro como forma de estabelecer e fortalecer vínculos sociais e também sexuais.

O ato de espremer pode ser também uma fonte de alívio da ansiedade e tensão. O mecanismo seria semelhante ao de descarga de tensão através da atividade física, em quebrar objetos, roer unha e etc. São descargas que podem gerar certa dor e desconforto, mas que no fim trazem a sensação de alívio.

Esse princípio de dor e prazer pode estar também relacionado a tendências sadomasoquistas e fetichistas. A pessoa pode sentir prazer com a própria dor ou através da dor do outro.

Outra questão muito importante, é que para algumas pessoas, o ato de espremer revela um comportamento compulsivo. São definidos comportamentos compulsivos, aqueles que acontecem de forma repetitiva, excessiva e com a finalidade de trazer alívio e podem também se manifestar através do sexo, jogo, compras e uso de substâncias químicas.

Em casos mais extremos, esse tipo de comportamento assume o caráter de TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e necessita de algum tipo de acompanhamento profissional.

6--1-

Se de um lado muitas pessoas sentem prazer, do outro lado temos pessoas que sentem muita aflição e repulsa e não conseguem assistir a vídeos de cravos sendo apertados.

Nesse caso, pode representar uma dificuldade em encarar situações que transmitam nojo e medo que demonstra a dificuldade em entrar em contato com as suas emoções, medos e sentimentos negativos.

Interessante isso, não é mesmo? Em qual categoria você se enquadra?

Fonte: Minha Vida



Compartilhar no Facebook