Planta Brasileira inibe a progressão de um Câncer de Mama agressivo!

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) constatou que a proteína extraída da semente da árvore da espécie Enterolobium contortisiliquum – conhecida popularmente como tamboril ou orelha-de-macaco – é capaz de inibir a migração e a metástase do câncer de mama triplo-negativo. Esse tipo de câncer ainda não conta com um tratamento específico que consiga combatê-lo.

Os resultados foram apresentados por Maria Luiza Vilela Oliva, professora da Unifesp e coordenadora da pesquisa, em palestra na FAPESP Week Belgium.

50-650-tamboril-arvore

“Constatamos que a proteína inibe a invasão, a proliferação e a metástase de tumor de mama triplo-negativo em testes in vitro [em células] e, no caso do melanoma, tanto em modelo in vitro como in vivo [em animais]”, disse Oliva à Agência FAPESP.

A professora e coordenadora da pesquisa isolou das sementes as enzimas envolvidas em diversos processos biológicos e testou seus efeitos em alguns tipos de câncer, com a intenção de descobrir novos agente que surtissem efeito contra o câncer.

photo-1

De acordo com o estudo, as análises dessas moléculas em diferentes modelos fisiopatológicos, como de inflamação, trombose e tumor, tanto in vivo como in vitro, indicaram que, além de antitumoral, elas apresentam propriedades anti-inflamatória, antimicrobiana e antitrombótica.

Os pesquisadores descobriram que a proteína também pode ser eficaz na inibição da metástase de outros tipos de tumor, como o gástrico e o de pele (melanoma).

“O tumor, a inflamação e a trombose são patologias que estão de certa forma interligadas, porque às vezes o paciente com câncer pode morrer não por causa da doença, em si, mas em decorrência de um quimioterápico que pode levar ao desenvolvimento de uma trombose”, avaliou.

Fonte: Catraca Livre



Compartilhar no Facebook