Pessoas OTIMISTAS vivem Mais!

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Boston (BUSM) descobriram que indivíduos com maior otimismo têm maior probabilidade de viver mais e alcançar uma "longevidade excepcional", ou seja, viver até os 85 anos de idade ou mais.

Otimismo refere-se a uma expectativa geral de que coisas boas vão acontecer, ou acreditar que o futuro será favorável porque podemos controlar resultados importantes.

8121068-16x9-large

Enquanto pesquisas identificaram muitos fatores de risco que aumentam a probabilidade de doenças e morte prematura, pouco se sabe sobre fatores psicossociais positivos que podem promover um envelhecimento saudável.

O estudo foi baseado em 69.744 mulheres e 1.429 homens. Ambos os grupos concluíram medidas de pesquisa para avaliar seu nível de otimismo, bem como seus hábitos gerais de saúde, como dieta, tabagismo e uso de álcool. As mulheres foram acompanhadas por 10 anos, enquanto os homens foram acompanhados por 30 anos.

Quando os indivíduos foram comparados com base em seus níveis iniciais de otimismo, os pesquisadores descobriram que os homens e mulheres mais otimistas demonstravam, em média, uma vida útil 11 a 15% maior e tinham chances 50 a 70% maiores de atingir 85 anos em comparação com os grupos menos otimistas. Os resultados foram mantidos após contabilizar a idade, fatores demográficos, como escolaridade, doenças crônicas, depressão e também comportamentos de saúde, como uso de álcool, exercícios, dieta e consultas de atenção primária.

"Embora a pesquisa tenha identificado muitos fatores de risco para doenças e morte prematura, sabemos relativamente menos sobre fatores psicossociais positivos que podem promover um envelhecimento saudável", explicou a autora Lewina Lee.

"Este estudo tem forte relevância para a saúde pública, porque sugere que o otimismo é um desses ativos psicossociais que tem o potencial de prolongar a vida humana. Curiosamente, o otimismo pode ser modificável usando técnicas ou terapias relativamente simples".

Não está claro como exatamente o otimismo ajuda as pessoas a alcançar uma vida mais longa. "Outras pesquisas sugerem que pessoas mais otimistas podem ser capazes de regular emoções e comportamentos, além de se recuperar de eventos estressantes e dificuldades de maneira mais eficaz", disse a autora sênior Laura Kubzansky.

elderly-banana-smiles

Os pesquisadores também consideram que pessoas mais otimistas tendem a ter hábitos mais saudáveis, como maior probabilidade de se envolver em mais exercícios e menor probabilidade de fumar, o que poderia prolongar a vida útil. "Pesquisas sobre a razão pela qual o otimismo importa tanto ainda precisam ser feitas, mas a ligação entre otimismo e saúde está se tornando mais evidente", observou o autor sênior Fran Grodstein.

"Nosso estudo contribui para o conhecimento científico sobre ativos de saúde que podem proteger contra o risco de mortalidade e promover o envelhecimento resiliente. Esperamos que nossos resultados inspirem mais pesquisas sobre intervenções para aprimorar ativos positivos para a saúde que podem melhorar a saúde do público com o envelhecimento", acrescentou Lee.

Essas descobertas aparecem na revista Proceedings da National Academy of Sciences.

Fonte: MedicalXpress



Compartilhar no Facebook