Os garotos resgatados da caverna na Tailândia ainda podem estar em sério perigo!

Os 12 meninos e o treinador de futebol que passaram 17 dias presos no sistema de cavernas Tham Luang Nang Non na Tailândia foram resgatados da caverna com segurança, mas a provação ainda não acabou. Os garotos serão monitorados enquanto estiverem em isolamento por uma semana no hospital de Chiang Rai, de acordo com autoridades locais.

Os meninos estão sendo tratados por várias condições menores, sendo reintroduzidos na comida e usando óculos escuros para proteger sua visão depois de passar tanto tempo no escuro.

Além de tudo isso, autoridades médicas estão preocupadas que os meninos poderiam ter sido expostos a uma variedade de infecções, incluindo doenças transmitidas por morcegos, uma infecção fúngica chamada de "doença das cavernas" ou a doença bacteriana leptospirose, que pode ser transmitida pela água. Pelo menos dois meninos foram tratados por pneumonia.

k3aamjttdmdbwv6yqrfb

Além disso, qualquer tipo de corte ou arranhão poderia causar uma infecção quando os meninos atravessavam as águas da caverna.

"O que mais preocupa são as infecções", disse um médico envolvido na operação de resgate à Reuters, falando anonimamente. "Há todos os tipos de doenças na caverna, nos morcegos, na água suja. Tudo lá é muito sujo."

Doenças à espreita em cavernas

Os meninos não relataram ter visto nenhum animal selvagem dentro das cavernas, o que poderia ser um bom sinal, embora isso não signifique que não houvesse nada ali.

Os morcegos carregam uma série de doenças que podem ser transmitidas aos seres humanos e podem ser bastante graves, desde a raiva até o vírus Nipah, menos conhecido, que tem o potencial de se tornar uma pandemia e é conhecido por existir na Tailândia.

Mas Nipah é raro, e vários especialistas em doenças zoonóticas - condições que podem ser transmitidas de animais para pessoas - disseram que é improvável que os morcegos tenham viajado tão longe na caverna quanto os meninos.

Ainda assim, é possível que o solo contenha esporos de fungos que possam causar histoplasmose, ou "doença de caverna". Os esporos, encontrados nas fezes de pássaros ou morcegos, podem entrar no solo e permanecer lá por semanas ou meses. As pessoas que entram em contato com esse ambiente podem então respirar os esporos e adoecer.

Outra infecção bacteriana que pode ser encontrada em cavernas é a leptospirose, que pode causar danos nos rins e até mesmo meningite, ou inchaço ao redor do cérebro. Essa bactéria é disseminada pela urina de animais e poderia estar na água que os meninos tiveram que atravessar para escapar da caverna.

Além dessas condições, há muitas doenças mais comuns que os meninos poderiam ter adquirido bebendo água nas cavernas, o que eles provavelmente precisavam fazer antes de serem resgatados.

O risco de doenças graves aumenta quando o sistema imunológico das pessoas está enfraquecido, de acordo com o CDC, como os sistemas dos meninos.

Os médicos também estarão monitorando a saúde mental dos meninos, devido ao estresse que enfrentaram sendo presos no subsolo e sem saber se eles sairiam de lá com vida.

2018-07-04T021601Z_1_LYNXMPEE6303S_RTROPTP_2_THAILAND-ACCIDENT-CAVE-BOYS

Mas em uma avaliação inicial, pelo menos, os médicos relataram que os meninos estavam psicologicamente em bom estado. Seu treinador supostamente ensinou-os a meditar enquanto esperavam pelo resgate, o que pode tê-los ajudado a lidar com o terror da situação.

Se tudo correr bem, os meninos logo poderão abraçar seus pais e famílias!

Fonte: Business Insider



Compartilhar no Facebook