OMS afirma que não há evidência de Alimentos transmitirem Covid-19!

Vontade de pedir aquela pizza no domingo à noite, mas está com medo de o recheio vir com um ingrediente extra – uma porção de coronavírus? Pois pode mandar buscar a redonda. Afinal, a OMS é quem diz: não há evidência de alimentos transmitirem covid-19!

A preocupação com o tema aumentou por conta da divulgação de que amostras de frango do Brasil testadas na China apresentaram traços de coronavírus.

M-xico-amplia-cota-livre-de-taxa--o-para-importar-frango-brasileiro-1-e1597339123524

Para não tirar o apetite – e o sono – da população, dirigentes da Organização Mundial de Saúde, em entrevista concedida nesta quinta, 13, afirmaram que “não há evidências de que o alimento ou a cadeia de alimentos esteja participando na transmissão desse vírus”, nas palavras do diretor-executivo da entidade, Michael Ryan.

E tranquilizou também os ouvintes no que diz respeito ao acompanhamento dessa questão: “Vamos continuar a monitorar descobertas como essa”, disse Ryan.

Ainda segundo ele, “é importante que as pessoas mantenham sua vida comum sem medo, sem temor aos alimentos ou às embalagens de alimentos”.

“Há muitas outras razões para que protejamos e devamos cozinhar nossa comida de modo adequado, mas eu acho que não devemos colocar o covid como um risco nessa área”, assegurou.

Maria Van Kerkhove, líder da resposta da OMS à pandemia que também esteve na coletiva, salientou que ** China testou milhares de embalagens e só encontrou o vírus em menos de 10.**

“Se o vírus estiver dentro da comida — e não temos exemplos do vírus sendo transmitido como alimento consumido — ele pode ser morto, como outros, se a comida for cozida”, complementou.

BB17VCeL

Agora que já sabe que não há evidência de alimentos transmitirem covid-19, relaxe. E deixe que seu domingo termine em pizza.

Mas lembre-se: toda embalagem de alimento que vier de fora da sua casa precisa ser higienizada ou descartada imediatamente. O coronavírus não deve mesmo estar no recheio da pizza, mas nada garante que a caixa em que ela tenha sido colocada não esteja contaminada.

Fonte: Catraca Livre



Compartilhar no Facebook