Novidade! Você enfiaria um tubo no nariz para parar de roncar?

Um tubo colocado no nariz pode ser uma nova maneira de tratar o ronco. O dispositivo de silicone, que tem até 15 cm de comprimento, encaixa perfeitamente na narina e é empurrado até atingir a parte de trás da garganta.

O dispositivo, com o qual você respira normalmente, mantém as vias aéreas abertas durante o sono para evitar a apneia do sono, uma condição que provoca ronco.

nastent-1.006

Pesquisas de um estudo piloto mostraram que os sintomas da apnéia do sono diminuíram em quase um terço quando os pacientes usaram o dispositivo, e testes maiores estão em andamento.

A apnéia do sono ocorre quando o tecido da garganta colapsa repetidamente durante o sono, bloqueando as vias aéreas por até dez segundos de cada vez. Esses incidentes - chamados apneias - podem acontecer mais de 30 vezes por hora. O som do ronco é produzido quando o ar é forçado através da via aérea obstruída.

Além de perturbar o sono, a condição, se não for tratada, pode aumentar o risco de problemas sérios a longo prazo, como doenças cardíacas e derrames.

Após mudanças no estilo de vida, como perda de peso (a gordura pode adicionar pressão nas vias aéreas), os pacientes recebem máscaras chamadas de pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP), que fornecem ar pressurizado para manter as vias aéreas abertas.

Embora estes sejam eficazes, um terço dos pacientes param de usar as máscaras CPAP, pois os consideram incômodos e barulhentos.

O novo dispositivo, chamado Nastent, poderia ser um tratamento mais conveniente. É essencialmente um tubo - disponível em seis tamanhos para atender o usuário - que é inserido em uma das narinas na hora de dormir.

sec05_img02

O tubo tem um clipe em uma extremidade que o prende à parte externa da narina, por isso não pode ser inalado durante o sono e é facilmente removido.

page02_img01

O dispositivo Nastent é empurrado para alcançar o palato mole na parte de trás da garganta. Uma vez no lugar, ele age como um túnel para a respiração normal, ao mesmo tempo em que impede que o tecido mole feche completamente a via aérea.

Em um estudo recente no Hospital da Universidade de Osaka, no Japão, 29 pacientes usaram o dispositivo todas as noites durante um mês. Os resultados publicados na revista Sleep mostraram que foi altamente eficaz e levou a uma queda significativa nos escores de sintomas, de 22,4 para 15,7 em média. Dois outros estudos estão em andamento na Universidade de Stanford, nos EUA, e em três hospitais na França, cada um testando o dispositivo em 30 pacientes com apneia do sono.

No estudo norte-americano, os pacientes usarão o tubo por sete noites em casa e depois serão monitorados em um laboratório de sono usando o dispositivo - sintomas como respiração anormal serão comparados antes e depois.

detail_2020_1470402575

No estudo francês, a intensidade do ronco e o número de apneias serão comparados antes e depois de os pacientes terem usado o tubo por um mês.

Comentando sobre o dispositivo, o professor Jaydip Ray, cirurgião especialista em ouvido, nariz e garganta do NHS Foundation Trusts, disse: “É um conceito muito simples e interessante. Se for bem sucedido, isso aliviaria muitos problemas em pacientes que roncam sem a necessidade de intervenções cirúrgicas invasivas e dispendiosas”.

Mais uma novidade que está chegando para ajudar milhares de pessoas que sofrem com a apneia do sono e também com o ronco de seus companheiros(as). Compartilhe essa notícia!

Fonte: Daily Mail



Compartilhar no Facebook