Não lavar as mãos depois de ir ao banheiro coloca você em maior risco de pegar E.coli potencialmente mortal do que comer carnes mal cozidas!

Especialistas descobriram que a maioria das cepas de E. coli resistentes a medicamentos está espalhada entre humanos, e não através da ingestão de frango cru, carne bovina ou suína.

A “rota mais provável” de pegar essa bactéria potencialmente fatal é através da entrada de partículas fecais na boca - principalmente por falta de higiene no banheiro.

GettyImages-817401614-a8b570f

O autor do estudo, o professor David Livermore, da Universidade de East Anglia, disse: “A grande maioria das cepas de E.coli que causam infecções humanas não provém da ingestão de frango ou de qualquer outra coisa na cadeia alimentar. Em vez disso - e de maneira desagradável - a rota de transmissão mais provável para E.coli é diretamente de humano para humano, com partículas fecais de uma pessoa atingindo a boca de outra."

A E.coli é a causa mais comum de envenenamento do sangue, com mais de 40.000 casos por ano somente na Inglaterra, mostram estatísticas. Cerca de 10% desses casos são causados por cepas de alta resistência que produzem uma enzima conhecida como Extended Spectrum Beta-Lactamase (ESBL).

Essas bactérias normalmente vivem no intestino de pessoas e animais saudáveis, e a maioria das variedades é inofensiva para os seres humanos. No entanto, algumas cepas podem causar intoxicação alimentar, infecções do trato urinário e, no pior dos casos, infecções da corrente sanguínea.

O professor Livermore e seus colegas sequenciaram o genoma da E.coli produtora de ESBL para o estudo, publicado na revista The Lancet Infectious Diseases. As amostras foram extraídas de infecções da corrente sanguínea, fezes e esgotos humanos, além de carne bovina, suína e de frango.

Eles descobriram que as cepas de ESBL-E.coli extraídas de amostras humanas eram semelhantes umas às outras, mas diferiam das cepas presentes nos animais.

Isso significava que havia 'pouco cruzamento' de ESBL-E.coli de animais para humanos, disseram o professor Livermore e sua equipe.

Eles acrescentaram que ainda é importante seguir boas práticas de higiene ao cozinhar alimentos, porque outras infecções ainda podem ser detectadas através da alimentação.

Mas o professor Livermore disse: 'Aqui - no caso da ESBL-E.coli - é muito mais importante lavar as mãos depois de ir ao banheiro'.

handwashing-2

O professor Neil Woodford, da Saúde Pública da Inglaterra, disse: 'Para combater a resistência aos antibióticos, precisamos não apenas reduzir a prescrição inadequada, mas reduzir infecções em primeiro lugar.

'Para limitar infecções graves da corrente sanguínea de E. coli resistentes a antibióticos, devemos nos concentrar na lavagem das mãos e no bom controle de infecções, bem como no gerenciamento eficaz das infecções do trato urinário.

O uso prudente de antibióticos é essencial em animais e humanos. Antibióticos são um recurso finito. Precisamos que eles continuem trabalhando quando ficarmos doentes.

As cepas de E. coli resistentes a antibióticos têm maior probabilidade de se espalhar por não lavar as mãos depois de ir ao banheiro do que por comer carne mal cozida, dizem os cientistas!

Fonte: Daily Mail



Compartilhar no Facebook