Mulheres na Índia estão sendo FORÇADAS a tomar Medidas Perigosas para EVITAR a Menstruação!

Duas notícias extremamente preocupantes surgiram recentemente na Índia sobre a saúde reprodutiva das mulheres, em particular, a falta de proteção para as mulheres da classe trabalhadora quando se trata de menstruação.

Geeta Pandey escrevendo para a BBC News informa que muitas mulheres que trabalham no "cinturão do açúcar" no estado de Maharashtra estão sendo encorajadas a ter seu útero removido para evitar a menstruação.

women-uterus-beed-hysterectomy-784x441

Em um dos distritos do estado indiano ocidental, houve 4.605 histerectomias, a maioria realizada em mulheres com menos de 40 anos e, em alguns casos, em mulheres que ainda estão na casa dos 20 anos. Para alguns, essas intervenções cirúrgicas desnecessárias levaram a complicações graves, desde dores musculares e articulares até extremidades inchadas e tonturas constantes.

O segundo relatório da Reuters revela que as mulheres na indústria multibilionária de roupas em Tamil Nadu, localizada no subcontinente sul da Índia, estão recebendo medicamentos não rotulados no trabalho, em vez de um dia de folga quando reclamam de dores no período.

Acredita-se que a região emprega mais de 300.000 mulheres trabalhadoras, embora o número possa ser maior, já que milhares de trabalhadores provavelmente são desconhecidos do governo. Muitas jovens trabalham lá para ganhar dinheiro com dotes, uma prática ilegal conhecida como sumangali, ou "tráfico suave".

Cem mulheres foram entrevistadas pela fundação Thompson Reuter, a maioria com idades entre 15 e 25 anos. A fundação relata que entre os efeitos colaterais dessas pílulas desconhecidas estão náuseas e vômitos, assim como efeitos mais duradouros, como ciclos menstruais desregulados, depressão e dificuldade em conceber.

Segundo a Fundação, associações industriais, autoridades governamentais e empresas internacionais que compram essas roupas estão estudando a prática.

O estigma em torno dos períodos é comum na Índia, apesar de alguns indivíduos preocupados com a situação recentemente terem feito campanha para desafiar os mitos sobre a menstruação. Mas não é de forma alguma limitada à Índia. No Ocidente essas discussões também são comuns nas nações mais ricas do planeta, tudo isso devido a preocupação em torno da perda de produtividade devido aos sintomas relacionados à menstruação.

8_crazy_cultural_myths_about_periods-b3.jpg__650x420_q85_crop_subsampling-2_upscale

Um estudo recente publicado no British Medical Journal com base em quase 33.000 mulheres na Holanda - um país considerado progressivo e regularmente presente nos 5 países mais felizes do mundo - revelou que, em média, as mulheres perdem cerca de 8,5 dias de produtividade por ano devido a sintomas relacionados à menstruação, embora apenas 14% tenham dito que tiraram uma folga do trabalho ou da escola.

Metade da população global provavelmente experimentará períodos em algum momento de sua vida, é hora de quebrarmos o tabu e começarmos a abordá-lo. O que vocês pensam sobre isso? Deixe a sua opinião!

Fonte: IFL Science



Compartilhar no Facebook