Mão do Homem é destruída por uma Infecção Violenta transmitida por Frutos do Mar Crus!

Se você ler muitas notícias científicas, você está bem ciente de que alimentos provenientes da flora e fauna podem abrigar uma variedade de patógenos desagradáveis, de vermes parasitas a bactérias indutoras de diarréia. E enquanto não queremos alarmar as pessoas sobre a miríade de microrganismos (e às vezes de tamanho macro) que podem pegar carona em corpos humanos, um caso recente de infecção que ocorreu na Coréia do Sul merece um alerta.

Conforme relatado no New England Journal of Medicine, um homem de 71 anos de idade desenvolveu um inchaço extremo e grandes bolhas cheias de sangue, chamadas de bolhas hemorrágicas, na sua mão esquerda, apenas 12 horas depois de comer frutos do mar crus.

oysters_1502988869220_3929304_ver1.0_640_360

Após dois dias desses sintomas, acompanhados de febre e dor extrema, ele foi ao pronto-socorro, onde os médicos Jin Park e Chang-Seop Lee correram para a cirurgia para drenar as bolhas.

A análise do fluido removido revelou rapidamente a identidade do agente causador: Vibrio vulnificus, uma bactéria Gram-negativa extremamente virulenta e invasiva que está intimamente relacionada com a espécie que causa a cólera. V. vulnificus ocorre naturalmente nas águas quentes costeiras e salobras em todo o mundo, onde se acumula em carne de marisco.

A maioria dos casos de infecção humana provém do consumo de ostras cruas, e pesquisadores da Malásia estimam que centenas de casos ocorram a cada ano.

images--5-

“O V.vulnificus pode causar infecções da pele após a exposição da ferida à água do mar contaminada, bem como a septicemia primária [também conhecida como infecção na corrente sanguínea] através do consumo de frutos do mar crus ou mal cozidos contaminados”, escreveu Park e Lee. "Pacientes com condições imunocomprometedoras, incluindo doença hepática crônica e câncer, estão sob maior risco de infecção e complicações."

Este paciente tinha diabetes tipo 2, hipertensão, e estava sendo tratado para doença renal avançada - três condições que afetam significativamente a integridade dos vasos sanguíneos, particularmente nas extremidades, e a capacidade do corpo de remover patógenos da corrente sanguínea. É provável que a mão dele tenha desenvolvido lesões hemorrágicas devido ao dano tecidual prévio aos vasos naquele local.

De acordo com a revista American Family Physician, a taxa de letalidade da forma septicêmica da doença é de cerca de 50% se progrediu até o ponto das bolhas hemorrágicas.

Mesmo com intervenção médica imediata e agressiva - antibióticos intravenosos e remoção de tecido morto - cerca de 30% a 40% dos pacientes morrem, geralmente porque a infecção se transformou em fasceíte necrotizante, também conhecida como doença carnívora.

Um estudo que revisou os resultados de 38 pessoas com septicemia por V. vulnificus descobriu que a taxa de mortalidade é de 100% para aqueles não tratados dentro de 72 horas após o início da infecção.

nejmicm1716464_f1

Felizmente, o paciente atual sobreviveu, mas como é comum com essa doença, interromper a infecção teve um alto custo. “Apesar do tratamento, as lesões de pele progrediram para úlceras necróticas profundas e a amputação do antebraço esquerdo foi realizada 25 dias após a apresentação. O paciente foi bem após a cirurgia e recebeu alta em casa. ”

Fonte: IFL Science



Compartilhar no Facebook