Perigos do Uso de "Laxantes": Pare com isso agora!

O intestino preso é um problema que 7 em cada 10 mulheres têm. Muita gente, não é? Você também sofre com esse problema e acha que o uso de laxantes pode ser a solução para a sensação de desconforto gerada pelo intestino constipado?

Pois saiba que você pode estar agravando ainda mais o problema! Os sintomas de constipação, somados ao desejo de resultados quase mágicos (não respeitando, assim, o funcionamento natural do nosso corpo) e até a crença de que esses medicamentos auxiliam a perda de peso podem colocar sua saúde em risco!

laxantes

Os laxantes (naturais ou sintéticas) podem ser devidamente indicados por médicos, por exemplo, no preparatório de exames e cirurgias. O uso pontual e responsável de laxantes não prejudica o organismo de maneira significativa, mas ingeri-los de forma regular e indiscriminada pode causar danos à saúde do corpo e, principalmente, ao bem estar do intestino!

Riscos do uso prolongado de laxantes

prisao-ventre

Desidratação e deficiência de vitaminas e minerais

O uso de laxantes causa a facilitação de evacuação do intestino, ou seja, expulsão das fezes. Devido à diarreia, o organismo acaba eliminando quantidade excessiva de água, eletrólitos, além de uma série de vitaminas e minerais essenciais ao corpo. Esse processo leva a um quadro de desidratação – que, por si só, pode causar efeitos como tontura, cansaço, oscilações na frequência cardíaca e até alterações na pressão. A deficiência de vitaminas e sais minerais pode gerar enfermidades em todo o corpo, caso esses nutrientes não sejam repostos.

Altera a flora intestinal e irrita o cólon

A perda dos vários nutrientes eliminados nas fezes gera um quadro de disbiose – que é o desequilíbrio das bactérias presentes no nosso intestino, e causa problemas na digestão e na absorção de vitaminas.

E não é só isso: os laxantes, em uso excessivo, agem na mucosa do intestino, provocando irritações nas paredes e ajudando a reduzir os movimentos de contração intestinal (mecanismo que nosso corpo utiliza para expulsão natural do bolo alimentar). Isso pode fazer com que o intestino passe a ficar “preguiçoso” – reforçando a causa principal da constipação e, consequentemente, criando um ciclo de “ter o intestino preso – tomar laxante para aliviar – intestino ficar preso novamente”.

Risco de dependência

Como já foi dito anteriormente, o uso de laxantes pode criar um ciclo perigoso, já que o intestino acostuma-se com a redução de contração e vai tendo sua ação mais lenta. Todo esse processo faz com que o paciente tome quantidades cada vez mais altas dessas substâncias, o que pode resultar em um intestino que não funciona sem laxantes. Ou seja, seu corpo pode ficar dependente desses medicamentos!

Nesse caso, deve haver a suspensão total do uso e readaptação gradual do intestino, que vai voltando aos poucos para seu funcionamento normal.

A não ser que seja algo pontual ou devidamente prescrito por um médico, o uso de laxantes traz mais riscos à saúde do que efeitos benéficos! Tomar de maneira prolongada e excessiva pode acarretar sérios problemas ao intestino e ao organismo como um todo.

Para evitar a constipação intestinal, lembre-se de ingerir sempre muita água, ter uma alimentação mais natural, prestando atenção às fibras, praticar exercícios físicos e trazer equilíbrio para o dia a dia.

Lembre-se sempre: nossa saúde é prioridade!

Fonte: Colonterapia BH



Compartilhar no Facebook