"Intestino tímido": Dificuldade para fazer Cocô fora de casa! Por que isso acontece?

Apesar de ser motivo para piadas, o "intestino tímido" é um problema real e tem até nome: parcopresis. Essa síndrome pode ser traduzida como uma espécie de fobia social e engloba pessoas que têm dificuldade de evacuar fora do ambiente em que elas se sentem seguras.

Não existe na literatura uma porcentagem exata de pessoas que sofrem dessa síndrome. É sabido, entretanto, que até 25% da população mundial sofre de constipação - em sua maioria, mulheres. Certamente, uma fatia desse grupo tem esse tipo de fobia.

woman-sitting-on-toilet-108149497-58b59eb33df78cdcd876f178

Geralmente, as pessoas com parcopresis se sentem incomodadas em fazer cocô fora de casa pelo constrangimento. Há um medo de alguém fazer chacota, sentir o odor exalado pelas fezes ou ouvir sons de gases, dificultando o relaxamento essencial para a evacuação.

Como não temos o controle da vontade de ir ao banheiro, é importante ouvir o intestino quando ele envia um sinal ao cérebro dizendo que é hora de liberar as fezes. Tentar bloquear essa necessidade fisiológica pode piorar ainda mais o desconforto.

91322203_p

Segurar as fezes aumenta a formação de gases, deixa o cocô mais ressecado, provoca alterações de humor e, a longo prazo, pode até causar problemas mais graves, como fissuras anais, hemorroida e sangramento intestinal.

O tratamento pode ser feito de diversas formas. Há quem opte pelo apoio terapêutico, com psicoterapia, ou até psiquiátrico, com o uso de ansiolíticos. Medicamentos que facilitam a evacuação também podem ser prescritos, mas tudo com o aval de um médico especialista.

O mais importante é se conscientizar de que é essencial para a saúde obedecer os comandos intestinais, que avisam qual é o momento natural de ir ao banheiro.

Fonte: Viva Bem



Compartilhar no Facebook