Inteligência artificial diagnostica Parkinson em exame do olho!

Diversas equipes ao redor do mundo têm encontrado pistas de doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, nos olhos dos pacientes. Agora, uma equipe da Universidade da Flórida (EUA) descobriu uma maneira ainda melhor de efetuar esses diagnósticos.

Jianqiao Tian e seus colegas desenvolveram um sistema de inteligência artificial que aprende a identificar nos exames da retina as características indicativas da doença de Parkinson.

247ed6e6ffa58ac0ce2c02e609042256

A progressão da doença de Parkinson é caracterizada pela deterioração das células nervosas que afina as paredes da retina, a camada de tecido que reveste a parte posterior do globo ocular. A doença também afeta os vasos sanguíneos microscópicos, ou microvasculatura, da retina.

Essas características representam uma oportunidade de desenvolver uma forma de diagnóstico objetivo em busca de sinais da doença de Parkinson, antes do aparecimento dos sintomas, que surgem apenas depois que a doença já avançou bastante.

Exame de inteligência artificial

Usando imagens da parte de trás do olho de pacientes com doença de Parkinson e de participantes de controle, sem a enfermidade, a equipe treinou seu sistema, chamado "máquina de vetores de suporte", para detectar sinais nas imagens sugestivos da doença.

020110201124-alzheimer-ai-olho-1

"A descoberta mais importante deste estudo foi que uma doença cerebral foi diagnosticada com uma imagem básica do olho. Isso é muito diferente das abordagens tradicionais em que, para encontrar um problema no cérebro, você observa diferentes imagens cerebrais," disse o professor Maximillian Diaz.

A técnica de inteligência artificial também pode ter aplicações na identificação de outras doenças que afetam a estrutura do cérebro, como a doença de Alzheimer e a esclerose múltipla, diz a equipe.

Fonte: Diário da Saúde



Compartilhar no Facebook