Insuficiência Cardíaca ou Asma? Não confunda os sinais!

A vida de pacientes com insuficiência cardíaca pode estar em risco. Os médicos, muitas vezes, confundem seus sintomas erroneamente como ASMA, alertam especialistas.

Falta de ar, chiado no peito e cansaço: a princípio, esses parecem sintomas de asma, mas eles podem indicar também insuficiência cardíaca.

Por esses sinais serem parecidos, muita gente confunde e por isso acaba não procurando o tratamento correto. O problema é que um diagnóstico errado oferece risco - uma insuficiência cardíaca não tratada, por exemplo, pode deixar sequelas graves no coração.

nm426vztc_6213123key_file

Há ainda outro risco - se o paciente acha que está com asma, por exemplo, ele usa medicamentos broncodilatadores; mas esses remédios podem acelerar o coração e, caso o problema não seja asma e seja insuficiência cardíaca, isso agrava ainda mais o quadro.

Por isso, é fundamental ter um diagnóstico correto antes de iniciar o tratamento - para diferenciar, vale prestar atenção em alguns fatores, como a intensidade dos sintomas e o momento em que as doenças aparecem, já que a asma é mais comum em jovens e a insuficiência cardíaca em mais velhos.

Essa confusão acontece porque o coração e os pulmões estão ligados - por exemplo, a falta de ar na insuficiência cardíaca acontece porque o coração não consegue bombear o sangue para os órgãos como devia; com isso, esse líquido se acumula no pulmão, que perde um pouco da sua função, levando à dificuldade para respirar.

Além da falta de ar, a doença pode causar ainda aumento da pressão e por isso, o tratamento pode ser feito com remédios diuréticos, já que eles reduzem a quantidade de líquido circulando pelo corpo, fazem o coração trabalhar menos para bombear o sangue e ainda diminuem a pressão.

Já para os pacientes com asma, a indicação é o uso de remédios broncodilatadores, que são usados para aliviar os sintomas, ou ainda as bombinhas de manutenção, que previnem as crises.

asma-cardiaca-mais-perigosa-2

Os sinais de que seu relógio pode estar em suas últimas etapas são muito semelhantes aos de um ataque de asma, alertaram especialistas.

No entanto, existem diferenças sutis - algo que poucos médicos não estão conseguindo entender.

A insuficiência cardíaca, que pode ser fatal se não tratada, está em ascensão - com mais jovens sendo vítimas.

Centenas de milhares em risco!

No Reino Unido, mais de 100.000 pessoas são levadas para o hospital todos os anos devido a ataques cardíacos e mais de 900.000 pessoas no Reino Unido estão atualmente com insuficiência cardíaca.

Um novo estudo publicado no Journal of American College of Cardiology descobriu que mais pessoas estão morrendo de insuficiência cardíaca - particularmente nos menores de 65 anos.

Erros de diagnóstico são comuns, devido ao fato de que os sintomas de insuficiência cardíaca são semelhantes aos da asma.

Embora os sintomas sejam semelhantes aos da asma, há diferenças importantes que os médicos - e o público - devem estar cientes.

O chiado que você sente com a asma é mais comum durante o dia. Muitas vezes é desencadeada pelo clima ou exercício. Mas com insuficiência cardíaca, o chiado é mais comum à noite, enquanto você está deitado.

Sintomas de insuficiência cardíaca

  • falta de ar (especialmente quando você se deita)
  • fadiga e fraqueza
  • inchaço nas pernas, tornozelos e pés
  • pulsação rápida ou irregular
  • tosse persistente ou chiado

Sintomas de asma

  • tosse (particularmente à noite, durante o exercício ou quando rindo)
  • dificuldade ao respirar
  • aperto torácico
  • falta de ar
  • chiado

No ano passado, Sophia Sanchez, de 11 anos, de Illinois, EUA, recebeu um diagnóstico de asma, mas logo ficou tão doente que não conseguiu dormir sem ser apoiada ou respirar sem um tanque de oxigênio.

O New York Post informou que os médicos fizeram mais testes e descobriram que o coração de Sophia estava bombeando apenas 12% de eficácia e falharia completamente se ela não fizesse um transplante de coração.

1_After-Drakes-visit-Sofia-Sanchez-gets-her-second-birthday-wish-a-new-heart

Depois de sete semanas - uma semana depois que o rapper Drake a surpreendeu em seu quarto de hospital - ela recebeu um novo coração e recuperou a capacidade de respirar normalmente de novo.

Fonte: The Sun



Compartilhar no Facebook