Grandes líderes tomam muito CAFÉ... Entenda!

No Brasil e outras partes do mundo, o café é um item indispensável na rotina de trabalho. Para muitas pessoas, a bebida faz parte do ambiente corporativo tanto quanto os computadores, o que torna praticamente impossível começar o dia sem a bebida.

Discussões sobre a quantidade diária ideal de café fazem parte de diversos estudos. Agora, cientistas e nutricionistas que estudam o ingrediente indicam consumir no máximo 200 ml até o meio-dia. Entretanto, há quem diga que existe uma correlação positiva entre liderança e beber grandes quantidades de café.

bigstock-183880537-2-1024x682-1

Entre os líderes que tomam grandes quantidades da bebida todos os dias, estão: Napoleão Bonaparte, Theodore Roosevelt, Thomas Jefferson, Benjamin Franklin, Ronald Reagan, Voltaire, Balzac, J.S. Bach, Beethoven e até mesmo a Oprah Winfrey.

E o que seria uma grande quantidade? Os escritores Balzac e Voltaire, por exemplo, consumiam cerca de três galões de café por dia.

É claro que nem todo mundo que ingere grandes quantidades de café se torna um grande líder, mas mesmo que não exista uma relação causal entre café e liderança, há boas razões para consumir a bebida.

unnamed--4-

Veja o que uma dose diária pode fazer, de acordo com estudos científicos:

  • Aumenta a capacidade de foco. Ajuda a prestar mais atenção em uma tarefa e evitar distrações.

  • Torna o cérebro mais flexível e resistente. O café protege o cérebro contra disfunções e morte celular, ajudando a prevenir doenças cerebrais degenerativas.

  • Melhora a saúde. O consumo de café está associado a um risco menor de doenças cardíacas, diabetes, câncer e outras doenças.

  • Aumenta a colaboração e a inovação. Pesquisas indicam que os indivíduos que trabalham em equipe se tornam mais eficazes e eficientes.

Fonte: Exame.com



Compartilhar no Facebook