Fome Oculta! As Dietas Veganas estão aumentando a desnutrição em países ricos!

O veganismo já está se tornando uma das causas da fome oculta (ou deficiência marginal), problema causado pela falta crônica de nutrientes essenciais na dieta, como vitaminas e minerais. Mesmo que passe despercebida, a fome oculta pode trazer graves consequências, incluindo menor resistência a doenças, deficiência mental e até morte.

Aliás, de acordo com estudo publicado no European Journal of Clinical Nutrition (EJCN), a saúde óssea é uma das principais preocupações para os veganos, população cuja taxa de fraturas é quase um terço mais alta se comparada à população geral. Isso acontece porque esse grupo apresenta menor consumo de cálcio e vitamina D e baixa densidade mineral óssea.

467125_5_

Por causa disso, especialistas recomendam às pessoas que adotam o veganismo que consumam alimentos fortificados (com adição de vitaminas e minerais) e tomem suplementos alimentares. “Quando se é vegano, é necessário ser muito mais vigilante sobre o consumo de nutrientes que não são tão inatos à sua dieta”, alertou a nutricionista Kate Scarlata, à revista Women’s Health.

Deficiência nutricional

Ao excluir um determinado gênero alimentício da dieta é preciso substituir por outros alimentos capazes de fornecer nutrientes semelhantes. Estudos indicam que a população vegetariana e vegana apresenta taxas elevadas de deficiência de ômega 3, iodo, ferro e vitamina B12 – nutrientes mais frequentemente obtidos de alimentos de origem animal.

A falta de iodo, por exemplo, pode causar deficiência mental – no Reino Unido essa deficiência de iodo é a maior causa do problema.

Já a ausência de vitamina B12 pode provocar sintomas graves, como cansaço extremo, fraqueza e má digestão. No caso de crianças veganas, a deficiência pode causar atraso no desenvolvimento. Quando não tratada, a falta de vitamina B12 pode acarretar em danos irreversíveis ao nervo. Qualquer quantidade mais baixa do nutriente – ainda que não seja classificada como deficiência – pode ser prejudicial para a saúde e aumentar o risco de doenças cardíacas. “As dietas veganas consistem de ferro não-heme, que não são absorvidos pelo sangue. Quanto à B12, a vitamina é naturalmente encontrada apenas em produtos de origem animal”, disse Kate.

hermes-rivera-645990-unsplash_1_600

Suplementos

Embora especialistas recomendem o uso de suplementos alimentares comuns junto a dieta vegana, essa prática é muito combatida por indivíduos adeptos ao veganismo. Já suplementos veganos derivados de plantas tendem a ter baixa atuação biológica nos seres humanos.

Pesquisas mostram que suplementos de vitamina D2 – comumente utilizado por veganos – são menos efetivos para aumentar os níveis de vitamina D no sangue se comparado ao consumo de suplementos de vitamina D3. Já outros suplementos, como a vitamina B12, podem não apresentar os resultados esperados por serem inativos no organismo.

Diante desses dados, especialistas recomendam que a abordagem usada para combater a fome oculta em países menos desenvolvimentos – onde ela é causada pela pobreza – também sejam adotados para combater o problema em países ricos cuja população adota dieta baseada em vegetais.

Fonte: Veja.com



Compartilhar no Facebook