Falta de Higiene causa até 1000 Amputações de Pênis por ano no Brasil!

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) cerca de 1000 homens têm o pênis amputado parcial ou totalmente todos os anos. O motivo? Em sua maioria, falta de higienização adequada nessa região do corpo.

Conforme especialistas, por não fazer a limpeza correta do pênis, o órgão fica exposto a infecções por fungos e bactérias, o que aumenta consideravelmente o risco do desenvolvimento do câncer na região íntima.

cancer-de-penis-2--1-

O próprio HPV, sigla utilizada para o vírus do papiloma humano, pode ser contraído mais facilmente devido à falta de higiene pessoal.

Como não pecar pela falta de higiene

Agora, se você está se perguntando como é essa “higienização correta”, fique sabendo que não existe mistério: água e sabão em abundância para remover as secreções, especialmente as que ficam nas dobras da região do prepúcio devem ser a principal preocupação na hora do banho.

673828_158403

Evitar toalhas molhadas ou úmidas na hora de enxugar as partes íntimas também é importante. Toalhas secas e limpas, ou até mesmo o papel higiênico, é o mais recomendado nesse caso, já que evitam que a região fique propícia ao desenvolvimento de fungos e bactérias.

O próprios pelos pubianos são importantes para manter a saúde da região íntima masculina. Embora elas possam ser aparados, o ideal é não removê-los completamente, já que eles têm a função natural de manter a umidade da pele e ajudar algumas glândulas que ajudam na hidratação local. Aliás, a remoção completa dos pelos pode causar abcessos ou foliculite.

Eles não vão ao médico

Ainda de acordo com os responsáveis pela SBU, questões socioeconômicas estão relacionadas diretamente com a maior incidência de casos de câncer peniano no país.

Questões culturais e sistêmicas também influenciam nesses casos, já que muitas vezes, por vergonha ou medo, os homens não buscam um médico para checar a saúde íntima, o que pode acabar permitindo que a doença se agrave e atinja as camadas mais profundas do órgão.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx_1377633

Por isso, ao menor sinal de problemas nos órgãos íntimos, não hesite em procurar um médico. Manchas, verrugas, úlceras e feridinhas são exemplos que devem deixar os homens em alerta, até porque, quanto mais cedo a doença for diagnosticada, mais chances de cura o paciente tem.

Homens trans também correm risco

E, se você é um homem trans, não durma no ponto. Aqueles que passaram pela cirurgia de redesignação de gênero também têm chances de desenvolver a doença, especialmente se não se importar com a falta de higiene.

Os médicos esclarecem ainda que, nesses casos, se houver contaminação por HPV ou verruga genital antes da cirurgia, a possibilidade do aparecimento do câncer crescem.

E então, ficou preocupado com a notícia? Você considera sua higiene pessoal satisfatória? Não deixe de comentar!

Fonte: Revista Galileu

Segredos do Mundo



Compartilhar no Facebook