"Eu matei os neurônios do meu filho!" Mãe luta para que outras não passem pelo que ela passou!

Larissa Carvalho, mãe de Theo, faz nesse vídeo um relato emocionante. Seu filho, que até os 5 meses aparentava estar se desenvolvendo normalmente, começou a mostrar certos problemas: era mole demais, não segurava a cabeça e também não chupava seu pezinho, como tantas outras crianças da sua idade.

Uma ressonância mostrou que, em algum momento, Theo havia perdido neurônios. Foi diagnosticado uma paralisia cerebral numa pequena região, no núcleo da base, região responsável pelo tônus muscular.

larissa-carvalho-filhos-1020-1400x800

O que deu errado? O que poderia ter sido feito para evitar a morte desses neurônios?

No caso do Theo, o que estava matando os seus neurônios era COMIDA, e comida boa. Feijão, carne, ovos e até o leite materno. A doença dele chama-se acidúria glutárica, um erro inato do metabolismo.

Quem tem essa doença não pode comer proteínas, porque toda vez que as come, perde neurônios. E o Theo perdeu neurônios já no primeiro gole no peito da mãe. E depois a cada papinha. E o mais triste de tudo isso é que o Theo poderia ter sido salvo!

Existe um meio de descobrir essa doença, antes que comece a perda dos neurônios. O teste do pezinho serve para isso: rastrear doeças raras, genéticas e metabólicas, logo na primeira semana de vida do bebê.

E o Theo fez o teste! Só que o nosso teste do pezinho mais comum que é realizado rotineiramente aqui no Brasil, é um dos mais pobres do mundo. Ele só rastreia 6 doenças. Existe na rede particular um teste do pezinho muito melhor, que se chama teste do pezinho ampliado, que rastreia até 50 doenças, mas infelizmente os médicos, e ninguém, fala sobre isso. E o custo dele é de aproximadamente 300,00 a 400,00 reais.

20190401115115239529a

Larissa então se perguntou: O que é que eu vou fazer com tudo isso que me aconteceu? Agora ela está divulgando através de programas de televisão, entrevistas e mídias sociais, a ineficiência do teste usado rotineiramente, e através da ONG Instituto Vidas Raras, ela divulga uma Petição Pública para ampliar o teste do pezinho do SUS de 6 para 50 doenças.

Com 1 milhão de assinaturas o Ministério da Saúde é obrigado a melhorar o exame do SUS. Com 1 milhão de assinaturas a gente poderá salvar a vida de milhares de crianças!!!

Acesse www.pezinhonofuturo.com.br e assine também. Vamos divulgar essa Petição. ASSINE e compartilhe!!!

Larissa Carvalho é graduada em Comunicação Social pela UFMG, passou pela Rede Minas, TV Assembleia e TV Globo. Em mais de 20 anos de reportagem como jornalista, já contou muitas histórias: do drama de Brumadinho e das enchentes de BH à alegria do Carnaval na TV Globo 


Compartilhar no Facebook