Esse é o motivo pelo qual tantos médicos proíbem que grávidas comam bife de fígado!

Durante a gestação, a mulher precisa tomar alguns cuidados com sua alimentação. Afinal, apesar de estar comendo por dois, ela também está gerando uma nova pessoa, que precisa de muitos nutrientes, mas que também não deve ser exposta a alguns tipos de alimentos. Por isso, surgem os vetos na dieta e alguns não são nem tão bem explicados, como é o caso do bife de fígado e qualquer outro alimento que tenha esta carne em sua composição.

Conhecido como um alimento saudável e rico em vitaminas, minerais e proteínas, o fígado não é unanimidade entre os médicos. Enquanto alguns não veem problema no consumo durante a gestação, outros não indicam inclui-lo na dieta. E o motivo está exatamente em uma de suas vitaminas.

liver

Rico em vitamina A, os médicos que o condenam acreditam que ele pode gerar deficiências congênitas no bebê, principalmente se consumido nos dois primeiros meses de gestação.

Mas se você está grávida e comeu bife de fígado, não se preocupe. Apesar de não ser indicado, é o consumo rotineiro que preocupa os médicos.

Por ter uma grande porcentagem da vitamina A de origem animal, uma pequena porção da carne é capaz de ultrapassar o limite diário indicado da vitamina. No entanto, para fazer efeito, sua ingestão precisaria ser muito frequente.

pregnant3

E, apesar de não haver estudos que indiquem a relação do consumo do fígado com problemas na formação do bebê, médicos indicam para que as grávidas fiquem atentas às taxas de vitamina A que estão consumindo. Além disso, é importante fazer a troca da vitamina A de origem animal pela de origem vegetal, também conhecida como betacaroteno.

Na dúvida, é sempre importante consultar o seu médico.

Compartilhe!

Fonte: Vix.com



Compartilhar no Facebook