Escovar os dentes pode ajudar a criar superbactérias resistentes a antibióticos!

Quando você pensa em resistência aos antibióticos, o que primeiro vem a sua mente é o excesso de prescrições feitas pelos médicos ou o uso desenfreado de antibióticos na agricultura. No entanto, um dos culpados pode estar sobre a pia do seu banheiro!

Uma nova pesquisa mostrou como um ingrediente comum na pasta de dentes e na lavagem das mãos pode estar contribuindo para a resistência aos antibióticos e a criação de “superbactérias”.

triclosan-toothpaste

O produto químico em questão é o triclosan. Este ingrediente é adicionado a mais de 2.000 produtos de higiene - ou seja, sabonetes para as mãos, géis de banho e creme dental - para retardar ou impedir o crescimento bacteriano.

No caso do creme dental, ele pode até mesmo ajudar a prevenir a gengivite, por isso é um ingrediente bastante útil.

Estranhamente, porém, o triclosan não é um antibiótico em si, mas um agente antimicrobiano. Os cientistas, na verdade, desconheciam que outros produtos químicos também poderiam induzir resistência aos antibióticos até agora.

Conforme explicado na revista Environment International, os cientistas mostraram agora como o estresse oxidativo induzido pelo triclosan pode levar a mutações em certos genes de germes como o E. Coli. Algumas dessas mutações permitem que as bactérias se tornem mais duras contra as drogas. Por exemplo, uma mutação altera um gene associado à permeabilidade da membrana.

superbacteria_15682_l

O problema é que este ingrediente pode, potencialmente, ser arrastado para o esgoto, em águas residuais e esgotos. Aqui, o produto químico é capaz de se acumular em altos níveis, ao mesmo tempo em que é inundado por bactérias, resultando na tempestade perfeita.

"As águas residuais de áreas residenciais têm níveis similares ou até mais altos de bactérias resistentes a antibióticos e genes de resistência a antibióticos em comparação com os hospitais, onde você esperaria maiores concentrações de antibióticos", afirmou Jianhua Guo, da Universidade de Queensland.

"Então nos perguntamos se produtos químicos não-antibióticos e antimicrobianos, como o triclosan, podem induzir diretamente a resistência a antibióticos".

Estes produtos químicos são usados em quantidades muito maiores em um nível cotidiano, então você acaba com altos níveis residuais no ambiente mais amplo, o que pode induzir resistência a múltiplas drogas.

Esta descoberta fornece fortes evidências de que o triclosan encontrado em produtos de cuidados pessoais que nós usamos diariamente está acelerando a propagação da resistência aos antibióticos.

Em 2017, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA proibiu o uso de triclosan em sabonetes e alguns produtos antissépticos, no entanto, ainda é usado em muitas marcas de creme dental. Ele também ainda é amplamente usado em sabonetes em muitas outras partes do mundo.

11880971_is-it-still-safe-to-have-triclosan-in-your_fec46a31_m

Agora, a ligação com a resistência a antibióticos é mais clara, os pesquisadores esperam que seu estudo possa ser usado para reavaliar o uso de tais produtos químicos.

"Enquanto a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) proibiu o uso de triclosan em sabonete antibacteriano, a ausência prévia de evidências inequívocas impediu que tal política fosse adotada em outros países", acrescentou o professor Zhiguo Yuan.

Após ter conhecimento sobre o perigo do triclosan, sempre que for comprar creme dental e outros produtos de higiene leia bem o rótulo. EVITE SEMPRE PRODUTOS QUE CONTENHAM TRICLOSAN NA SUA FÓRMULA!

Fonte: IFL Science



Compartilhar no Facebook