Empresa faz RECALL após Prótese de Silicone ser associada a Câncer!

A fabricante de produtos farmacêuticos Allergan anunciou nesta quarta-feira (24/07/2019) um recall, em todo o mundo, de seus implantes de seios feitos de silicone texturizado. A decisão foi tomada depois de uma determinação da Food and Drug Administration (FDA), a agência de saúde americana, que proibiu a comercialização de alguns artigos da empresa nos Estados Unidos após novas evidências que os associaram à incidência do linfoma anaplásico de grandes células (ALCL), um tipo de câncer raro.

Em nota, a marca diz que está realizando um “recall voluntário” dos implantes de seios e expansores da linha Natrelle, feitos com a textura Biocell, que foram adquiridos por lojistas e profissionais de saúde em todo mundo. Os expansores são um item usado em técnicas de reconstrução da mama – inserido no seio, o material possibilita a expansão da pele e do músculo. De acordo com a nota da Allergan, a medida não impacta produtos de outras linhas.

20190725073538661980o

Segundo a Allergan, “Os implantes mamários e os expansores de tecido texturizados preenchidos com solução salina e silicone Biocell não serão mais distribuídos ou vendidos em nenhum mercado onde estão atualmente disponíveis. A partir de agora, cirurgiões não devem mais utilizar as próteses e expansores de tecido mencionados, e todos os produtos em estoque devem ser devolvidos à Allergan”.

A mesma nota ressalta que o FDA não recomenda a retirada das próteses de pacientes assintomáticas. “Importante ressaltar, o FDA e outras autoridades sanitárias não recomendam a remoção ou substituição de implantes mamários ou expansores de tecido texturizados Biocell em pacientes assintomáticos”, afirma o texto.

Há dois anos, a FDA já havia anunciado que próteses de silicone poderiam estar associadas ao ALCL. No fim de 2018, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a importação de alguns produtos da Allergan depois que a agência sanitária da França, com a qual a Anvisa mantém acordos de cooperação, divulgou dossiês nos quais relacionou a incidência desse câncer a quatro tipos de implantes comercializados pela marca.

Fonte: Metropoles



Compartilhar no Facebook