Crianças que tomam Leite de Vaca ficam 0,4 cm mais Altas que a média!

Crianças que tomam apenas leite de vaca tendem a ser mais altas que as crianças que tomam leite de soja, ou de outras fontes vegetais ou animais. A constatação foi vista em um estudo publicado pela revista científica American Journal of Clinical Nutrition, onde os pesquisadores do hospital St. Michael analisaram a altura e os hábitos alimentares de 5.034 crianças, entre dois e seis anos de idade, desde o nascimento.

149058852

Das participantes do estudo, 13% tomavam leite de fontes diversas todos os dias, enquanto 92% tomavam leite de vaca com a mesma periodicidade. Os pesquisadores, liderados pelo pediatra do hospital Jonathon Maguire, perceberam que a cada copo de leite de origem diversa (não de vaca) ingerido por dia, as crianças eram 0,4 centímetros menor que a média para a idade. Entre as crianças que tomavam um copo de leite de vaca todos os dias, por outro lado, a altura chegava a ser 0,2 centímetros maior que a média para a idade.

A diferença de altura entre as crianças analisadas no estudo mostra uma lacuna bem maior: as crianças com três anos de idade que bebiam 3 copos de leite de vaca eram 1,5 centímetros maiores que as crianças que tomavam três copos de leite com outras origens.

Misturar os tipos de leite também não reverte a altura da criança, segundo o estudo. Mesmo crianças que tomavam uma combinação de leite de vaca com leites de origem vegetal ou de outros animais tendiam a ser menores que a média.

Por que o leite de vaca impacta na altura?

Wall-Decal-2051-3

Embora o estudo não tenha examinado exatamente os motivos que levam ao leite de vaca ser um fator positivo para o crescimento da criança, os pesquisadores estimam que as crianças que não tomam o leite de vaca consumam uma quantidade menor de proteínas e gorduras, o que pode reduzir a taxa de crescimento.

Dois copos de leite de vaca, por exemplo, contêm 16g de proteínas – 100% da quantidade diária necessária do nutriente para uma criança de três anos. Dois copos de leite de amêndoas, por outro lado, têm 4g de proteína, o que representa 25% da quantidade necessária diariamente para as crianças da mesma idade.

Pesquisa polêmica

O leite tem sido considerado um dos alimentos mais controversos da atualidade, com a divisão entre os defensores e os críticos do seus benefícios. Embora tenha alta densidade nutricional, o leite também é visto como um dos alimentos associados a diferentes problemas de saúde, como a intolerância à lactose.

Para uns, o leite deve ser consumido apenas por crianças e adolescentes, enquanto outros o proíbem entre as pessoas com sensibilidade aos compostos do alimento.

Prós e Contras do consumo de leite

CONTRA

  • Dois dos principais componentes do leite – lactose e proteína – geram cada vez mais problemas na população.
  • É de difícil digestão
  • Não é mais “cru” como no passado e perdeu probióticos que ajudam na sua digestão
  • Produção em larga escala estimula uso de hormônios nas vacas e conservantes no processo de pasteurização
  • A versão sem lactose não resolve para quem tem hipersensibilidade ao leite. - Tem os mesmos hormônios e aditivos da versão convencional
  • Consumo de antibióticos destrói a flora intestinal e aumenta a probabilidade de intolerância à lactose
  • Tem muito mais proteína do que o corpo consegue digerir, o que sobrecarrega os rins

PRÓS

  • Tem alta concentração de cálcio, dificilmente encontrada na mesma proporção em outros alimentos
  • Tem alta densidade nutricional: mais nutrientes do que calorias
  • A gordura do leite aumenta o colesterol bom
  • É benéfico para hipertensos
  • Produz saciedade
  • A versão semidesnatada é recomendada para quem quer perder peso
  • A versão integral ajuda na absorção da vitamina D

Fonte: Gazeta do Povo



Compartilhar no Facebook