Corpo de Fumante! Assustador!

A cada 10 segundos alguém morre pelo uso do tabaco, diz a Organização Mundial de Saúde. Segundo as pesquisas, quem começa a fumar na adolescência (90% dos fumantes) e continua durante duas décadas ou mais, provavelmente morrerá 20 a 25 anos mais cedo que aqueles que não tem vício.

A indústria do cigarro sabe desde 1950 que o produto causa danos bem severos para o corpo humano. Aqui uma visão global do real impacto causado pelo fumo no corpo humano.

As substâncias químicas tóxicas do cigarros entram nos pulmões, de lá viajam ao longo do corpo, através da circulação sangüínea, criando todo o processo de destruição.

corpo_fumante

1. Perda de cabelo

O fumo contrai os pequenos vasos sangüíneos do couro cabeludo o que causa falta de oxigênio e a debilitação dos folículos capilares. O fumo também debilita o sistema imunológico, deixando o corpo mais vulnerável a doenças como "erythematosus de lupus" que causa perda de cabelo, ulceração na boca e erupções cutâneas na face, couro cabeludo e mãos.

2. Catarata

Fumar causa ou piora várias condições da visão. Quem fuma mais de 20 cigarros por dia tem duas vezes mais probabilidades de desenvolver a catarata, uma turvação da lente do olho que bloqueia a luz e pode conduzir a cegueira. São dois os modos: Irritando os olhos e liberando substâncias químicas nos pulmões que então viajam até os olhos via circulação sangüínea.

3. Enrugamento

O fumo envelhece a pele prematuramente esgotando as proteínas que dão elasticidade e a vitamina A. A pele de fumantes fica seca, dura e com linhas minúsculas, especialmente ao redor dos lábios e olhos. Fumantes de 40 anos tem mais rugas faciais que os não-fumantes de 60.

4. Perda de audição

Fumar cria uma placa nas paredes dos vasos sanguíneos, decrescendo o fluxo de sangue para o ouvido interno. Fumantes podem perder a audição mais cedo que não-fumantes (até 16 anos mais cedo, de acordo com um estudo) e estão mais suscetíveis a perda da audição em função de infecções do ouvido ou barulho alto.

5. Câncer de pele

O fumo não causa o melanoma (câncer de pele), mas aumenta suas chances de morrer desta doença assim como aumenta em 50% o risco de carcinoma - um câncer que deixa erupções escamosas avermelhadas na pele.

6. Cárie de dente

O fumo interfere com a química da boca, criando um acúmulo na placa, amarelando os dentes e contribuindo com a cárie. Fumantes podem perder os dentes muito antes do tempo.

7. Doenças pulmonares

É grande o número de mortes causadas por debilitação das condições pulmonares além do câncer de pulmão. Enfisema, uma inchaço que rompe as bolsas de ar e reduz a capacidade dos pulmões para levar oxigênio(e expelir gás carbônico). Em casos extremos, uma traqueostomia ajuda os pacientes a respirar. Bronquites crônicas criam uma formação do muco cheio de pus, resultando em uma tosse dolorosa e dificuldades na respiração.

8. Osteoporose

O monóxido de carbono, gás venenoso do escapamento dos carros e da fumaça de cigarro, chega mais prontamente ao sangue que o oxigênio deixando-o até mais 15% pesado. Como resultado, os ossos de fumantes perdem densidade, fraturam mais facilmente e levam 80% mais tempo para curar. Aqueles que fumam mais de um maço por dia também são mais suscetíveis a estes problemas. Um estudo prova que trabalhadores industriais que fumam experimentam a sensibilidade a dor até cinco vezes mais e maior.

9. Doença de coração

O fumo relacionado a doenças cardiovasculares mata mais de 600.000 pessoas a cada ano nos países desenvolvidos. Fumar faz o coração bater mais rapidamente, aumenta o risco de hipertensão e entupimento das artérias.

10. Úlceras de estômago

O fumo reduz a resistência às bactérias que causam úlceras de estômago. Também prejudica a habilidade do estômago para neutralizar o ácido depois de uma refeição, deixando-o corroer a parede que forra o aparelho estomacal. Úlceras em fumantes são mais difíceis de tratar e com mais chances de recidivas.

11. Dedos descorados

O alcatrão da fumaça de cigarro mancha os dedos e unhas com um marrom-amarelado e mal cheiroso.

12. Câncer cervical

Além de aumentar o risco de câncer cervical e uterino, o fumo pode criar problemas de fertilidade para as mulheres e complicação durante gravidez e parto. Ainda baixa os níveis de estrogênio, acelerando a menopausa.

13. Esperma deformado

O fumo pode deformar o esperma e danificar seu DNA, causando problemas ou defeitos no nascimento. Na realidade, homens que fumam mais de 20 cigarros por dia têm um risco 42% maior de gerar uma criança que contraia câncer. Também diminui a quantidade de esperma e reduz o fluxo de sangue no pênis, às vezes causando impotência.

14. Psoríase

Os fumantes têm de duas a três vezes mais chances de desenvolver "psoriasis", uma condição inflamatória de pele não contagiosa, semelhante a sarna, deixando manchas vermelhas por todo o corpo. As pesquisas ainda incipientes nesta área hipotetizam que o fumo pode alterar e levar altos níveis de substâncias químicas tóxicas para as células brancas do sangue.

15. Doença de Bueger

O fumo pode danificar as paredes dos vasos sanguíneos, causando dificuldade para o coração bombear sangue às extremidades. Em casos sérios, a Doença de Bueger pode conduzir à gangrena (a morte de tecido de corpo) e até mesmo a amputação de um membro.

16. Câncer

Foram mostrados pelo menos 60 elementos na fumaça do cigarro que podem causar o câncer, de acordo com o Action on Smoking and Health, uma importante ONG anti-tabaco do Reino Unido. Fumantes masculinos têm 22 vezes mais probabilidades de desenvolver câncer do pulmão (16a) que não-fumantes.

E de acordo com vários estudos, quanto maior o tempo do vício, maior o risco de desenvolver vários cânceres, inclusive de:

16b. nariz (duas vezes maior)

16c. língua, boca, glândula salivar e faringe (seis vezes para mulheres, 27 vezes para homens); garganta (12 vezes); esôfago (oito a dez vezes)

16d. rins (cinco vezes); pênis (duas a três vezes)

16e. pâncreas (duas a cinco vezes) e ânus (oito a nove vezes).

16f. A ligação entre fumar e câncer de seio é talvez o mais controverso: algumas evidências sugerem que o fumo aumenta o risco de uma mulher desenvolver o câncer, outra evidência indica que, baixa os níveis de estrogênio.

Top 10 Adultos fumantes no mundo

Turquia 51%

Sérvia 45%

Rússia 36%

Alemanha 35%

Brasil 33%

França 32%

Inglaterra 27%

Itália 25%

Estados Unidos 23%

Fonte: MDig



Compartilhar no Facebook