Contrair Herpes experimentando Batom! É possível?

Uma mulher da Califórnia processou a mundialmente conhecida rede de cosméticos Sephora, alegando ter contraído o vírus Herpes simplex de um batom de teste em uma de suas lojas.

A mulher acredita ter sido infectada pelo vírus em outubro de 2015, em uma loja Sephora em Hollywood, onde ela experimentou um batom teste exposto na loja. Depois de um tempo, a consumidora teria visto aparecer em seus lábios os sintomas típicos da herpes labial, doença que ela nunca tinha tido antes.

7b413e9e85980b8c8d3091c74b846c03

Segundo o site TMZ, a mulher levou a rede de cosméticos ao tribunal, porque acredita ser necessário avisar aos outros clientes que usar batons de teste, coloca as pessoas em risco de infecção por herpes e ou outras doenças. A queixa contra a Sephora também se baseou no fato de que a herpes cria uma angústia emocional porque permanece incurável por toda a vida (nós sabemos que uma vez contraído o vírus da herpes, ele nunca é erradicado completamente. Ele vai e vem com seus sintomas, principalmente em momentos de baixa defesa imunitaria).

herpes-lipstick

A Sephora muito diplomaticamente respondeu publicamente que:

"Enquanto é nossa política não comentar sobre a controvérsia, a saúde e a segurança de nossos clientes é nossa prioridade. Levamos muito a sério a higiene dos produtos e nos dedicamos a seguir as melhores práticas em nossas lojas."

Mas é realmente possível contrair herpes de um batom?

De acordo com a Dra. Amesh Adalja, especialista em doenças infecciosas da Johns Hopkins Center em Baltimore, é realmente possível ainda que a possibilidade seja muito remota. Para transmitir o vírus, de fato, é necessário que uma pessoa com herpes use o batom e imediatamente passe-o para um outro cliente usar.

A especialista, neste caso, acredita que a mulher tenha na verdade contraído herpes labial antes de ter usado o batom. Muitas vezes, o vírus já está presente no corpo, é uma infecção muito comum e muitos são os casos de pessoas que podem ter a doença sem apresentar quaisquer sintomas durante anos.

Lembre-se que a herpes labial é transmitida através da saliva e do contato com a pele. Segundo a Organização Mundial de Saúde, em todo o mundo, cerca de 67% das pessoas com menos de 50 anos de idade têm em seu corpo este vírus mais ou menos latente.

3c73e88442ff4b5fca9886684439eaba

A história, de qualquer forma, nos lembra que o melhor mesmo, ao experimentar um batom nas lojas, é testá-lo sobre os dedos ou limpar o produto antes com álcool ou remover a última parte do batom, ou seja, a que esteve potencialmente em contato com outros lábios.

Fica a dica! Batom não se divide! E, com relação aos cosméticos, em geral, quanto menos, melhor!

Fonte: Green Me



Compartilhar no Facebook