Compostos de óleo de coco repelem insetos melhor que DEET!

O uso de repelentes é uma das formas mais eficientes de prevenir a transmissão de doenças e o desconforto associado às picadas de insetos. Por mais de 60 anos, o DEET tem sido considerado o padrão ouro em repelentes de insetos - o mais efetivo e duradouro disponível comercialmente. DEET é simplesmente o nome comum da N,N-Dietil-m-toluamida.

No entanto, as crescentes regulamentações e as crescentes preocupações com a saúde pública sobre repelentes sintéticos e inseticidas como o DEET despertaram interesse no desenvolvimento de repelentes à base de plantas que são mais eficazes e duradouros.

mosquitoes-647-x-404_080415052536-x404

Em pesquisa recente publicada na Scientific Reports, cientistas do Serviço de Pesquisa Agrícola (ARS) do USDA identificaram ácidos graxos específicos de óleo de coco que têm forte repelência e eficácia duradoura contra múltiplos insetos - mosquitos, carrapatos, moscas picadoras e percevejos - que podem transmitir doenças a humanos e animais.

Uma equipe de cientistas liderada pelo entomologista Junwei (Jerry) Zhu, com a Unidade de Pesquisa de Gestão de Agroecossistemas ARS em Lincoln, Nebraska, descobriu que os compostos de óleo de coco eram eficazes contra moscas picadoras e percevejos por 2 semanas e tinham repelência duradoura contra carrapatos por pelo menos menos uma semana em testes de laboratório.

Além disso, o composto mostrou forte repelência contra mosquitos quando concentrações mais altas de compostos de óleo de coco foram aplicadas topicamente.

Algumas pessoas se recusam a usar o DEET e recorrem a remédios populares ou repelentes à base de plantas. A maioria dos repelentes à base de plantas disponíveis atualmente funciona apenas por um curto período, observou Zhu.

coconut-oil

O óleo de coco em si não é um repelente, enfatizou Zhu. No entanto, a mistura de ácidos graxos livres derivados de óleo de coco - ácido láurico, ácido cáprico e ácido caprílico, bem como seus ésteres metílicos correspondentes - fornece forte repelência contra insetos sugadores de sangue.

Ao encapsular os ácidos graxos de coco em uma fórmula à base de amido, testes de campo mostraram que essa fórmula natural protege o gado contra moscas estáveis por até 96 horas ou 4 dias.

O DEET foi apenas 50% eficaz contra moscas estáveis, enquanto o composto de óleo de coco foi mais de 95% eficaz.

Contra os percevejos e carrapatos, o DEET perdeu sua eficácia após cerca de três dias, enquanto o composto de óleo de coco durou cerca de duas semanas.

Os ácidos graxos do óleo de coco também fornecem mais de 90% de repelência contra mosquitos - incluindo o Aedes aegypti, o mosquito transmissor do vírus Zika.

Estes compostos derivados do óleo de coco oferecem proteção mais duradoura do que qualquer outro repelente natural conhecido contra a alimentação com sangue de insetos, de acordo com Zhu.

Fonte: Phys.org



Compartilhar no Facebook