Como as EMOÇÕES afetam sua Coluna?

O que nossas costas querem nos comunicar? As dores e os distúrbios da coluna podem estar intimamente relacionados a razões psicológicas e às nossas emoções.

De acordo com a psicossomática, muitos distúrbios físicos dependem de razões psicológicas, uma vez que corpo e mente estão inextricavelmente ligados. Sob essa perspectiva, a dor nas costas não seria causada apenas por posturas incorretas e problemas musculo-esqueléticos, mas também devido às emoções.

homem-com-dor-nas-costas

Em nossas costas, liberamos tensão, estresse, preocupações e, na coluna, descarregamos o peso das responsabilidades diárias. Não por acaso, a coluna é o eixo do nosso corpo e simbolicamente representa a nossa sustentação.

Resistente mas flexível, consiste em 33 vértebras subdivididas em cervical, torácica, dorsal, sacral e coccígea. E é precisamente ao longo da coluna que as emoções negativas descem, provocando vários tipos de dor nas costas, cujas causas podem ser identificadas dependendo de onde a dor se localiza e de como se desenvolve.

Área cervical

Dor-na-Cervical-CAPA

As dores na parte superior das costas estão relacionadas com a estrutura básica do ser humano. De forma específica, as 7 vértebras cervicais nos contam a respeito do nosso relacionamento com os outros e da nossa capacidade de expressar emoções.

Podemos dizer que os problemas cervicais podem indicar fechamento, rigidez de pensamento, depressão, dificuldade de interagir com o mundo exterior ou de ser totalmente autônomo.

Esta área também é afetada por preocupações de trabalho, especialmente em pessoas com um forte senso de responsabilidade, inclinadas a querer assumir o controle de tudo. Para aliviar um pouco a dor, é possível fazer rotações lentas com a cabeça e os ombros. Esses movimentos não resolvem completamente a questão, mas ajudam!

Área dorsal

dor-nas-costas_8dcbf7b8812c51d7002f178e6a8a0aeb8e965e7e

Esta parte das costas, também relevante para a atividade respiratória, está sujeita a dores em pessoas com baixa auto-estima, que têm medo de viver e lutam para tomar decisões. Sua postura, não surpreendentemente, é inclinada para a frente, o que provoca a contração da caixa torácica, prejudicando uma respiração correta. Essa contração se relaciona a um sentimento de aflição interior e de uma atitude de fechamento e constante defensiva. Para melhorar a situação, recomendamos passeios ao ar livre, que ajudam você a refletir e a encontrar respostas dentro de si mesmo!

Área lombar

image-4

As dores nessa parte das costas dizem respeito, muitas vezes, à dificuldade de suportar o peso da vida. Por exemplo, devido a empregos e relacionamentos insatisfatórios, que não permitem saídas alternativas. No entanto, se a dor estiver localizada na região sacro-lombar, pode estar relacionada a bloqueios sexuais ou à incapacidade da pessoa de satisfazer seus desejos. A dor lombar, por sua vez, é típica em pessoas que se esforçam demais, ultrapassando os próprios limites.

Área Sacral e Cóccix

dor-no-coccix-810x454

É a área simbolicamente associada à satisfação das necessidades primárias que proporcionam estabilidade emocional: da sexualidade à comida, do amor à segurança de um lar. Se não forem adequadamente satisfeitas, ocorrem dores de diferentes graus, enquanto os distúrbios que afetam particularmente o cóccix podem esconder uma dependência excessiva dos outros ou de coisas.

Obviamente, todas as dores nas costas devem ser avaliadas individualmente com o apoio de um especialista, sem o qual não é possível fazer um diagnóstico preciso. O mesmo vale para os tratamentos, que devem ser personalizados. No entanto, quando você sofre de dores nas costas, reservar tempo para o descanso é sempre recomendado.

Porque o corpo, seja qual for a causa, está lhe contando sobre seu desconforto e alertanto, portanto, quanto à necessidade de uma pausa.

Dito isto, tornar-se consciente do evento emocional subjacente à desordem é o passo mais importante e, com a ajuda de um especialista em psicossomática, torna-se mais fácil de encontrar soluções para a questão.

Fonte: Green Me



Compartilhar no Facebook