Carnes com Plástico? Estudo da Unicamp comprova!

Ao comprar carne, seja no mercado ou no açougue, tomamos uma série de cuidados para não comprar um produto inadequado para o consumo. O cheiro e a aparência são duas características que estamos sempre de olho, pois muitas vezes são capazes de alertar quando há algo de errado ali.

Mas, quando se trata da embalagem, você sabe quais são os riscos que podem estar por trás dela? O laboratório Innovare, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) realizou um estudo que observa essas questões, e o resultado é chocante!

carne_embalada_vacuo_carne_com_ciencia

Durante o teste, algumas amostras de carne foram colocadas em um solvente e em seguida observadas no espectrômetro - aparelho responsável por analisar a composição do alimento.

Nas amostras de carne que estavam embaladas à vácuo, o espectrômetro apontou a presença de substâncias plásticas fora da carne, onde ela fica em contato com o plástico, mas também em seu interior.

"Ao realizar o cozimento, por exemplo, o plástico encontrado na estrutura do alimento se mantém estável, porque ele não vai se degradar", alerta Rodrigo Catharino, coordenador do laboratório.

De acordo com ele, até o momento não foi coletado nenhum dado toxicológico da substância. Sendo assim, ele diz que é preciso darem continuidade na pesquisa para que se possa entender o que as substâncias encontradas são capazes de causar na população.

As carnes compradas em açougue, que vêm em embalagens plásticas mais soltinhas, também foram analisadas e não apresentaram contaminação por plástico.

not_201705151666497703_g

Rodrigo recomenda que essa seja uma opção de substituição. "A gente quer dar a possibilidade das pessoas terem escolha", finaliza Catharino.

Se você se preocupa com a saúde de sua família, fique esperto!

Fonte: Minha Vida



Compartilhar no Facebook