Bebê de 6 Meses MORRE após seus Pais lhe darem MEL!

Um bebê de 6 meses morreu após seus pais terem lhe dado mel. O caso ocorreu em Tóquio no Japão e foi divulgado pelo jornal The Japan Times. Ainda segundo a publicação, os pais estavam dando mel há um mês, misturado ao suco do pequeno.

A recomendação dos pediatras e nutricionistas é que os pequenos só podem ingerir mel após 1 ano de vida. Isto ocorre justamente devido ao risco de contaminação pela bactéria Closdridium botulinum que causa o botulismo.

itaO6DHxo_1200x630__1

Os pais do pequeno em questão alegaram que não sabiam deste risco do mel. E eles revelaram que davam mel e suco para a criança porque acreditavam que isto era bom para sua saúde.

A criança foi para o hospital após começar a sofrer convulsões e ter dificuldades para respirar. Os exames feitos no hospital apontaram que o mel estava contaminado com Closdridium botulinum.

A criança ficou um mês internada, mas infelizmente não resistiu e faleceu. Vale ressaltar que o botulismo é tão perigoso para menores de um ano porque os pequenos ainda tem um sistema digestivo muito prematuro e esta bactéria produz justamente uma toxina que afeta o intestino.

O que pode acontecer se um bebê recém-nascido ingerir mel?

As crianças não devem ingerir mel antes do primeiro ano de vida. O alerta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é baseado em estudos que mostram a presença de bactérias causadoras do botulismo intestinal em amostras de mel.

honey-1006972_960_720-1_resize_md

O botulismo é uma intoxicação alimentar que atinge o sistema nervoso e pode causar tremores, dificuldade de deglutição, moleza no corpo e falta de apetite. Em casos mais graves, há o risco de insuficiência respiratória e de complicações neurológicas.

De acordo com o Guia Brasileiro de Vigilância Epidemiológica, a doença é responsável por 5% das mortes súbitas em crianças menores de 1 ano de idade.

E isso acontece porque o sistema gastrointestinal da criança ainda não está totalmente desenvolvido. Já a garotada mais velha, assim como os adultos, elimina o bacilo Clostridium botulinium, o responsável pelo problema, sem dificuldade. Por isso, não corre o risco de sofrer intoxicação.

Quem já deu mel ao filho não precisa se desesperar. O período de incubação da bactéria varia entre 12 e 36 horas – até, no máximo, alguns dias.

Depois do vencimento desse prazo, a criança não está mais sujeita aos perigos do botulismo. Se a ingestão tiver sido recente, os pais devem ficar atentos a sintomas como vômitos, diarreia, fraqueza e dificuldade para engolir. Em caso de dúvida, o ideal é procurar um médico.

Fonte: Bebê & Mamãe



Compartilhar no Facebook