Bafômetro no Diagnóstico de Doenças e Erros Alimentares!

Talvez você pense que o único uso do bafômetro é para descobrir quais motoristas beberam antes de pegar o volante. Mas não é só isso. Esse recurso de diagnóstico através do cheiro já é realidade na medicina moderna.

O mais novo instrumento médico é um analisador de respiração, inicialmente sendo testado em doenças que normalmente só se manifestam em estágio avançado, como o câncer.

device

Nos primórdios, cerca de 400 anos A.C., Hipócrates, o pai da medicina, já usava o cheiro como instrumento diagnóstico. E isso vem se repetindo por gerações de médicos.

E a sua alimentação influencia diretamente o seu cheiro, tanto é que a ingestão de vegetais e frutas nas dosagens adequadas afeta positivamente o seu odor, promovendo uma transpiração mais floral e frutada. Enquanto isso, o cheiro de maçã podre, por exemplo, pode sugerir diabetes.

Além disso, o consumo de gordura, carnes e ovos está associado com um odor agradável, fato que não ocorre nas pessoas que ingerem muito carboidrato refinado.

Isso é baseado em um estudo interessante realizado na Universidade de Sydney, Austrália. Ele informa que o que você come influencia como você cheira – ou melhor, o que você come afeta seu odor corporal e, como resultado, pode afetar a resposta de outras pessoas a como você cheira.

Além disso, o seu cheiro também pode contar a história da sua saúde, particularmente com relação à área axilar (ou seja, axila) do seu corpo. Você pode notar que o odor do corpo, bom ou ruim, geralmente exala das axilas mais do que qualquer outra área.

Nesse estudo, mediu-se os níveis de carotenoides (pigmentos antioxidantes naturais) através de espectrofotometria de pele, que comprova a ingestão de frutas e vegetais.

Além disso, segundo avaliação das mulheres, os indivíduos que tinham a pele mais rica em carotenoides eram mais atraentes.

http_-2F-2Fi.huffpost.com-2Fgen-2F3318692-2Fimages-2Fn-SMELL-628x314

Através do cheiro, elas descobriram que:

  • os homens que comiam mais vegetais cheiravam melhor, portanto, eram mais atraentes.
  • os que ingeriam gordura, carne e ovos também influenciavam positivamente na atração de um companheiro.
  • já os que tinham alta propensão para macarrão, batatas brancas e pão tinham o suor e um cheiro menos agradável.

Porém, não são só as mulheres as únicas a fazerem julgamentos com base no cheiro do suor de outra pessoa. Um estudo para ambos os sexos, realizado no Monell Chemical Senses Center mostra claramente que o odor corporal influencia os julgamentos sociais.

Fatores que influenciam o odor

  • dieta alimentar e peso
  • estresse, ansiedade, nervosismo e raiva
  • medo
  • exercício
  • altas temperaturas e estado febril
  • estado de saúde e idade

Bafômetro para doença

Essa tecnologia já é usada há muitos anos por Forças Armadas na detecção de agentes químicos empregados na finalidade militar.

No caso da versão médica, a respiração exalada da pessoa é direcionada a um sensor que ioniza os compostos orgânicos voláteis (VOC), fazendo-os ganhar uma carga elétrica.

Isso resulta em uma “impressão digital química”, sem necessidade de agentes químicos, agulhas ou reagentes.

A expectativa é que os benefícios sejam enormes. Exames como a tomografia computadorizada, por exemplo, identificam câncer de pulmão em pessoas com histórico de tabagismo tarde demais para ser tratado. Além disso, são exames caros e produzem grande quantidade de radiação.

Por outro lado, “biópsias de respiração” são baratas e sem risco.

A organização Câncer Research UK testa o analisador de respiração na detecção de outros tipos de câncer como bexiga, rins, mama, cabeça e pescoço, cérebro, esôfago, pâncreas e próstata.

Então, lembre-se: o seu hálito pode revelar muito sobre sua saúde. E esse tipo de bafômetro é mais um caminho do futuro para uma Supersaúde!

Fonte: Dr. Rondó



Compartilhar no Facebook