Assistir aos Filmes do "Homem-Aranha" DIMINUI MEDO de Aranhas Reais!

Um experimento das universidades de Bar-Ilan (Israel) e de Ariel (Cisjordânia), feito por seus respectivos psicólogos Yaakov Hoffman e Menachem Ben-Ezra, constatou que os filmes da Marvel diminuem os sintomas de medo de insetos. Os longas Homem-Formiga (2015) e do Homem-Aranha foram usados no estudo.

Os cientistas exibiram trechos dos filmes para 424 voluntários que foram divididos em quatro grupos: o primeiro assistiu a cenas de Homem-Formiga, o segundo a cenas de Homem-Aranha 2 (2004) e os outros dois são grupos de controle que viram os trechos sem estímulos, como as da abertura dos filmes e com o logo da Marvel.

spiderman-759

Nesta que é a primeira vez em que a técnica da exposição positiva é testada desse modo, os psicólogos constataram que 7 segundos de Homem-Aranha diminuem em 20% os sintomas de fobia de aranhas e formigas. Os voluntários responderam um formulário para descrever a experiência.

Ben-Ezra diz que estes resultados abrem uma nova direção na eficácia da exposição positiva que deve ser considerada mais adiante. As descobertas sugerem que uma exposição divertida, disponível e in vitro pode ser muito poderosa.

No-Ant-Man-3-Paul-Rudd

Dr. Hoffman observa que isso é importante, já que a exposição in vitro é geralmente menos potente - pelo menos em relação à exposição in-vivo - e como a exposição in-vivo pode ser difícil para alguns clientes, ela não é utilizada. Embora outra forma adequada de exposição in-vitro seja a realidade virtual, ela é muito escassa e indisponível.

Assim, a exposição ao "bom velho Aranha" da Marvel pode ser uma ótima solução. Tal intervenção também pode desestigmatizar a terapia, especialmente em casos resistentes, e encorajar a realização de trabalhos de casa, muitas vezes uma parte integrante da terapia cognitivo-comportamental.

Os pesquisadores ressaltam que também fizeram testes para saber se o efeito era causado pelo relaxamento, já que se tratava de entretenimento, o que não foi confirmado. O efeito realmente estava ligado à apresentação do objeto da fobia – no caso, aranhas ou formigas – ao contexto específico do filme.

Segundo o Prof. Ben-Ezra, esses resultados devem ser considerados como uma abordagem futura para o tratamento de fobias. Muitas vezes é difícil para esses pacientes lidarem com seus medos, e a forma leve de abordar é uma saída a se considerar.

aracnofobia

Tais filmes não apenas ajudam as pessoas a se sentirem melhor sobre si mesmas, mas também proporcionam uma vida mais agitada e estressante, ao nos mostrar o verdadeiro espírito subjacente de alguém que enfrenta seus medos.

A próxima fase do estudo vai analisar se filmes podem também ajudar pessoas com transtorno de estresse pós-traumático.

Em um mundo onde o uso de remédios químicos cresce a cada dia, às vezes sem necessidade real, tratamentos criativos como esse são sempre bem-vindos. Compartilhe!!!

Fonte: Hypeness



Compartilhar no Facebook