6 Maneiras de aliviar Dor nos Ombros!

Muito associada ao estresse e tensões do dia a dia, além de má postura, esforço repetitivo ou súbito, além de prática de atividade física em excesso ou sem acompanhamento, a dor no ombro é um problema comum e que atinge muitas pessoas, impactando diretamente na qualidade de vida.

Tão importante quanto aliviar essas dores é saber exatamente quais as suas causas, de forma a possibilitar o tratamento adequado e a reabilitação correta.

dor-muscular-nos-ombros

De acordo com Claudio Kawasaki, especialista em cirurgia de ombro da Clínica Orthop em Ribeirão Preto, a dor no ombro está associada a lesões diversas, como distensão de ligamentos e lesões musculares, sobretudo causadas em situações que envolvam impacto ou esforço excessivo, ocasionando um trauma nessa articulação.

“É preciso diferenciar, no entanto, os problemas que estão causando as dores, se são mais simples e desaparecerão em alguns dias ou se são casos mais complexos, como doenças, fraturas, entre outras lesões que requerem um tratamento diferenciado ou até mesmo a intervenção cirúrgica”, comenta.

No geral, alguns procedimentos simples podem ajudar no alívio das dores no ombro que não tem causas complexas. Confira as 6 dicas abaixo:

1. Repouso

É importante identificar, num primeiro momento, o que pode estar causando a dor: se ela surgiu repentinamente, se foi após levantar peso, um impacto ou se foi após executar um mesmo movimento muitas vezes (esforço repetitivo). Nesses casos, o ideal é descansar a articulação e observar se há melhora com o repouso.

2. Compressas

compressa-boa-arquivo-500x338

As compressas são muito úteis para aliviar dor e inchaço. As compressas quentes são comumente usadas para alívio da dor, uma vez que aumentam a circulação sanguínea, relaxando a região lesionada. Já as compressas frias são indicadas para diminuir o inchaço e colaborando para diminuição da inflamação no local.

As compressas quentes podem ser feitas com auxílio de bolsas próprias ou com aplicação de panos quentes, por cerca de até 20 minutos. Um banho quente também pode ajudar. Também as compressas frias podem ser feitas com o uso de bolsas ou com aplicação de gelo.

Para evitar queimaduras ou irritações na pele, é importante que o gelo esteja envolto em sacos plásticos ou outro tipo proteção, como tecidos, por exemplo. A aplicação deve ser feita por 15 minutos, até os sintomas diminuírem.

3. Medicação

Analgésicos, relaxantes musculares e anti-inflamatórios são aliados importantes no tratamento da dor. Mas deve-se atentar para seu uso contínuo e prolongado, pois os efeitos da medicação inadequada podem agravar o quadro além de riscos à saúde em geral.

4. Ajuda profissional

Além da orientação médica, outros profissionais podem ajudar no alívio da dor no ombro, como massoterapeuta e fisioterapeutas. As massagens ajudam a relaxar a tensão e o enrijecimento dos músculos que causam a limitação dos movimentos e prejudicam a circulação.

massaggio_00

O profissional de fisioterapia tem papel decisivo no tratamento. Por meio de técnicas e exercícios adequados, vai colaborar para o fortalecimento da musculatura e a reabilitação.

Da mesma forma, acupunturistas, osteopatas ou quiropratas são profissionais que podem ser consultados no caso das dores nos ombros.

5. Mudança de hábitos

Como dito acima, as dores no ombro podem estar associadas a situações do cotidiano, como má postura ao andar, sentar, dirigir e estarem até mesmo relacionadas aos acessórios que utilizamos diariamente, como os travesseiros, cadeiras e assentos.

Dessa forma, a simples mudança nos hábitos, como atenção a postura ao sentar para trabalhar, pausas periódicas para um breve alongamento, ajuste correto da altura da cadeira, monitor, banco do carro podem minimizar os agentes desencadeadores da dor.

No caso dos travesseiros, o ideal é buscar opções ou modelos que sejam da altura dos ombros e que não seja muito moles, por exemplo. Atenção também ao peso de bolsas e mochilas e outros tipos de peso que você possa estar erguendo ou transportando em excesso.

6. Exercícios

Exercícios regulares são fundamentais. Além do alongamento, que aumenta a flexibilidade, eles trabalham para o fortalecimento da musculatura que sustenta as articulações e agem na prevenção de futuras lesões.

São dicas simples a serem observadas, mas que não substituem o agendamento de uma consulta com um médico ortopedista especialista na região. Cuide-se!

Fonte: Clínica Orthop



Compartilhar no Facebook