Perca Peso Agora

Você teria coragem de tomar essa pílula?

Nos Estados Unidos a bactéria Clostridium difficile é responsável por 250 mil internações e mata 14.000 pessoas por ano.

Essas bactérias causadoras de graves diarréias resistem ao tratamento em muitos pacientes, e os antibióticos acabam com a flora intestinal.

Os médicos desenvolveram o chamado "transplante da microbiota fecal", que fornece material fecal fresco para ajudar a restaurar o equilíbrio normal dos micróbios benéficos. Esse procedimento requer fezes frescas, usualmente doadas por parentes.

Esses transplantes fecais tem cerca de 90% de sucesso, mas eles normalmente exigem colonoscopias invasivas e desconfortáveis, ou sondas nasogástricas.

Mas, segundo Elizabeth Hohmann do Massachusetts General Hospital, "se caso o paciente engasgasse com essa sonda ou vomitasse, eles poderiam inalar essa matéria fecal", e isso é muito assustador.

Assim foram desenvolvidas pílulas com o material fecal congelado (pílulas de cocô) que podem ser muito eficazes de acordo com um estudo publicado no Journal of the American Medical Association.

E se as pílulas são congeladas, os doadores não precisam ficar de plantão.

Os trabalhos mostraram que o material congelado funciona tão bem quanto o material fresco, além de que, doadores podem ser recrutados e selecionados para manter um banco de amostras congeladas.
Essas amostras podem ser pré-selecionadas reduzindo assim o risco de transmissão de novas infecções, como a hepatite e o HIV por exemplo.

Para investigar a segurança dessas cápsulas, Hofmann, juntamente com IIlan Youngster do Boston Children Hospital e colegas, recrutaram 20 pacientes com idades entre 11 e 89 anos, que já haviam tido pelo menos 2 ou 3 episódios de infecção pela bactéria C. difficile, alguns que foram hospitalizados, e outros que não melhoraram com os tratamentos tradicionais.

As amostras de fezes foram tomadas a partir de voluntários saudáveis, e em seguida, filtradas, diluídas, rastreadas, e colocadas em cápsulas, que eram armazenadas a -80 graus Celsius por 4 semanas.

Os pacientes ingeriram 15 cápsulas por dia por 2 dias consecutivos. Do tamanho de um comprimido de multi-vitaminas, essas cápsulas de 1,6 gramas eram projetadas para abrir quando elas alcançassem o intestino delgado.

Infelizmente as cápsulas ácido-resistentes são transparentes, mas se forem tiradas do freezer e engolidas rapidamente, o gelo pode ajudar a ocultar o conteúdo.

"O uso das cápsulas simplifica imensamente o procedimento, e é mais acessível para a maioria da população", disse Youngster.

Os sintomas desapareceram completamente em 14 pacientes após um único tratamento, sem nenhuma recorrência. Foram necessários 4 dias para as pílulas funcionarem. Os outros 6 pacientes receberam um segundo tratamento cerca de uma semana após o primeiro, e os sintomas foram então resolvidos em 5 deles- apesar de que a infecção de 1 paciente voltou durante as 8 semanas de acompanhamento.

A taxa global de sucesso das cápsulas congeladas foi de 90% - o que as torna tão seguras e eficazes quanto as técnicas tradicionais de transplante fecal.

"Provavelmente não é a melhor experiência da sua vida, disse Youngster, mas com certeza é melhor do que ter um tubo descendo pela sua garganta ou uma colonoscopia ... ou ter a Clostridim difficile"

Será que dá pra encarar esse tratamento????



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook