Perca Peso Agora

Você pode estar Escovando os Dentes com Fragmentos de Fezes de Outra Pessoa Sem Saber!

Um estudo realizado pela Universidade Quinnipiac, em Connecticut, EUA, revelou que a nossa escova de dentes possui 60% de chance de estar contaminada com fezes, por mais que seja desinfetada. Para piorar a situação, caso o banheiro também seja usado por outras pessoas, acredita-se que 80% dos coliformes fecais encontrados na escova não sejam apenas provenientes das suas fezes.

O estudo analisou as quantidades de coliformes fecais presentes nos banheiros compartilhados na Universidade Quinnipac, chamados de “coliformes termotolerantes”. Eles são compostos por bactérias existentes em abundância no intestino de animais de sangue quente, como os seres humanos.

Os coliformes chegam à escova de dentes através da descarga, viajando pelo ar.

“A principal preocupação não é a presença de sua própria matéria fecal em sua escova de dentes, e sim, o fato de que uma escova de dentes pode estar contaminada com fezes de outra pessoa, que contêm bactérias, vírus ou parasitas que não fazem parte de sua flora intestinal natural”, revelou Lauren Aber, estudante envolvida no estudo.

Segundo os pesquisadores, tais microrganismos poderiam causar diarreia, pruridos da pele, infecções do ouvido, e outros problemas.

Independentemente do método de armazenamento das escovas, pelo menos 60% delas estavam contaminadas com as fezes. Não foram observadas diferenças na eficácia dos métodos de descontaminação, como água fria, água quente ou lavagem com colutório (usado para higiene bucal). Todas as escovas de dentes regularmente lavadas com antissépticos bucais apresentaram, inclusive, um número maior de contaminação fecal.

A surpresa veio pelo fato de que cerca de 80% dos coliformes fecais presentes nas escovas de dentes eram de outra pessoa que utiliza o mesmo banheiro.

“Usar uma capa de escova de dentes não a protege do crescimento bacteriano. Na verdade, isso cria um ambiente onde as bactérias podem crescer mais adequadamente, mantendo as cerdas úmidas e não permitindo que a cabeça da escova de dentes fique seca entre os usos”, disse Lauren.

Escovas de dentes são uma fonte de contaminação conhecida. Desde a década de 20 os cientistas suspeitavam que a reutilização de escovas poderia ser uma possível fonte de infecção na cavidade oral.

Estudos anteriores descobriram que a escova de dentes também pode abrigar bactérias perigosas, como a Staphylococcus aureus, que está associada com a infecção por MRSA (Staphylococcus aureus resistente à meticilina). Escovas também podem conter o vírus da herpes e candidíase, o fungo responsável por infecções fúngicas e assaduras.

Como resolver isso então? Arrumar uma maneira de guardar a escova de dentes longe do local que se usa para evacuar!

Fontes: Jornal Ciência

Daily Mail



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook