Perca Peso Agora

Vírus descoberto recentemente está provocando Paralisia em Crianças nos EUA e gera Preocupação

Os cientistas acreditam que um novo vírus é responsável por dezenas de casos inexplicáveis de paralisia em crianças, ao longo do último ano, nos EUA.

A doença, chamada enterovírus C105, é parte da família do vírus da poliomielite e foi descoberta recentemente, disseram os especialistas.

Até agora, mais de 100 crianças em todos os 34 estados norte-americanos desenvolveram a mielite flácida aguda, uma condição caracterizada por fraqueza muscular ou paralisia nos membros.

Anteriormente, os pesquisadores acreditavam que a causa poderia ser o vírus chamado D68 enterovírus (EV-D68), de acordo com relatórios do LiveScience. Mas apenas cerca de um quinto das crianças com paralisia tiveram resultados positivos para essa estirpe particular, levando-os a questionar se essa era a única causa.

Como parte de um novo estudo, os pesquisadores ligaram um caso de paralisia em uma menina de 6 anos de idade ao C105 enterovírus. Apesar de não provar conclusivamente que esse vírus semelhante seja a causa, os pesquisadores sugerem que outros, além do EV-D68, podem estar contribuindo para a eclosão.

Ronald Turner, coautor do estudo, professor da Escola de Medicina da Universidade de Virginia, EUA, disse que, de acordo com os resultados, as pessoas devem estar conscientes de que há outro vírus em atividade que tem essa associação com a paralisia. "Nós provavelmente não devemos nos precipitar para classificar apenas o EV-D68 como causa desses casos”, disse.

Uma garota de 6 anos desenvolveu paralisia após contrair gripe de membros de sua família, bem como uma febre baixa. Quando os sintomas do resfriado desapareceram, ela ficou com dor nos braços. Então, seus ombros começaram a cair e ela passou a ter problemas para usar a mão direita. A menina foi diagnosticada com mielite flácida aguda ao chegar ao hospital, mas os testes deram negativo para EV-D68. No entanto, uma amostra de seu trato respiratório deu positivo para o enterovírus C105.

Esse é o primeiro relatório do vírus nos EUA, afirmaram os pesquisadores. Turner disse que alguns testes podem não identificar o enterovírus C105 devido à variação em sua composição genética. “Ele pode ter passado despercebido até agora, já que é difícil de ser detectado”, acrescentou.

No entanto, Turner observou que os vírus têm sido encontrados no trato respiratório de crianças paralisadas, mas, em ensaios clínicos, eles não foram observados no fluido espinal. “As pessoas podem ter vírus em seu trato respiratório que não afetam seu sistema nervoso”, explicou o pesquisador.

A fim de obter mais vínculos definitivos nesses casos de paralisia com enterovírus, os pesquisadores teriam de encontrar o vírus no líquido espinal, de acordo com o especialista.

O estudo será publicado na edição de outubro da revista Emerging Infectious Diseases.

Fonte: Jornal Ciência

Daily Mail



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook