Perca Peso Agora

Usar a Cerveja do Churrasco Para Marinar a Carne Pode Livrar Você do Câncer

A cerveja pode ter um papel mais importante no churrasco do que só deixar as pessoas "mais alegres".

Para os amantes do churrasco regado a cerveja, uma boa notícia: um estudo feito por pesquisadores da Universidade do Porto, em Portugal, e publicado no "Journal of Agricultural and Food Chemistry" (ACS), mostrou que a carne marinada (técnica culinária onde a carne é colocada em uma mistura de água, sal, vinagre e temperos) em cerveja reduz os níveis de compostos causadores de câncer em até 53%.

A experiência

Durante o estudo, os pesquisadores banharam pedaços de bisteca suína em alguns tipos de cerveja durante 4 horas: cerveja escura, cerveja pilsen e cerveja sem álcool.

Em seguida, as carnes marinadas foram assadas por cerca de 10 minutos em uma churrasqueira com carvão. Quando a temperatura interna das carnes atingiram aproximadamente 75ºC, as carnes foram retiradas da brasa.

As substâncias cancerígenas

Após assarem as carnes, a equipe de pesquisadores analisou os níveis de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs, substâncias causadoras de câncer existentes na fumaça do churrasco.

Essa fumaça é o resultado da reação química que ocorre quando a gordura da carne assada em altas temperaturas escorre sobre a brasa do carvão.

Os resultados

O churrasco feito com carnes marinadas em cerveja escura obtiveram os resultados mais satisfatórios, reduzindo os níveis de HAPs em mais de 50%.

Com menor efeito, a cerveja sem álcool diminuiu os níveis de HAPs em 25%, e a cerveja pilsen obteve uma redução de 13% da substância.

Segundo Isabel Ferreira, Ph.D. e autora do estudo, o efeito antioxidante da cerveja bloqueia a formação dos HAPs de forma natural.

Se você não é fã de vinho ou cerveja, pode usar ervas, temperos, suco de limão, vinagre, alho, cebola, gengibre, paprika, azeite de oliva entre outros.

Porém, o cuidado é somente com molho barbecue industrializado, que contém açúcar. Há estudos que dizem que ele chega a duplicar a concentração de HCAs na carne, depois de 15 minutos de cozimento.

Além disso, existem outras formas de preparo que podem reduzir a produção de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs):

Dicas para o preparo da carne:

  • Grelhe de forma indireta (fogo indireto) como colocar a carne numa grelha alta, em vez de muito próximo do carvão.

  • Evite esturricar a carne (não coma as partes muito escuras).

  • Coloque peças pequenas na grelha para que fique por pouco tempo em vez de uma peça grande que demora horas, com isso há menos tempo para a formação das HCAs.

  • Cortar e retirar a gordura da carne antes de leva-la à churrasqueira, para evitar que a gordura escorra e pingue no carvão;

  • Quando a churrasqueira for utilizada por muito tempo é indicado substituir o carvão para evitar a recirculação de resíduos e de HAPs de preparos anteriores.

  • Carnes marinadas antes de grelhar podem reduzir HCAs em 90%.

  • Mexa os seus hámburguers com frequência, assim reduz a formação de HCAs.

  • Evite grelhar cachorro-quente e carnes processadas, pois são as que têm maiores concentrações de substâncias agressoras.

  • No caso do frango, retire a pele antes de cozinhar, e não consuma a pele, pois ela contém alta concentração de HCAs.

  • Consuma a carne ao ponto ou mal passada. Quanto mais a carne fica na grelha maior a concentração de HCAs.

  • Consuma somente carne de animais criados em pasto.

Para auxiliar na neutralização dos danos causados pelos HCAS é recomendável que você:

  • Consuma vegetais crucíferos folhosos que têm ação neutralizadora destas toxinas com efeito antimutagênico contra HCAs.

  • É o melhor momento para se consumir cerveja, pois as leveduras que ela contém podem ajudar a neutralizar a toxicidade de HCA.

  • Vinho tinto, chá verde e chá preto também apresentam efeito inibidor da atividade mutagenica de HCA.

Portanto, incorporando qualquer uma destas bebidas durante o churrasco ou refeição que contenha carne grelhada, você estará reduzindo os indesejáveis efeitos mutogênicos causados pelos HCA.

Para aqueles que não vivem sem um churrasquinho nos finais de semana, essas dicas ajudarão muito. Bom apetite!

Fontes: Journal of Agricultural and Food Chemistry March 26, 2014
American Chemical Society March 26, 2014
Women’s Health March 31, 2014
MedicineNet.com
Hearth, Patio & Barbecue Association, Grilling Facts and Figures



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook