Perca Peso Agora

Um dia na vida de… uma pessoa com ansiedade ou depressão

Conheça aqui a série de quadrinhos da Super Interessante: “Um dia na vida de… uma pessoa com ansiedade ou depressão”. Os editores conversaram com várias pessoas que passam por esses problemas para entender quais situações desconfortáveis fazem parte de seu dia a dia – e depois desenharam os casos para todo mundo entender.

Se no geral opiniões gratuitas já não são bem-vindas, para quem sofre de doenças mentais, os pitacos desinformados não são apenas desconfortáveis, mas ameaças à saúde. E não estamos falando de doenças raras, mas de ansiedade e depressão, patologias comuns que podem acontecer com qualquer até mesmo sem um estopim aparente.

Relativizar os sintomas da doença, ser tachado de louco, culpar o doente por não mostrar sinais de recuperação, condenar o uso de medicamentos e a necessidade de tratamento psicológico ou psiquiátrico são apenas algumas das situações que as pessoas que sofrem com transtornos psicológicos sofrem.

Mas ter depressão não é estar tristinho, é estar doente. Quem está depressivo e não consegue sair da cama não é preguiçoso, dorminhoco, nem está fazendo corpo mole, está recluso porque não tem condições de dar conta das atividades do dia a dia. Ter transtornos de ansiedade não é estar com borboletas no estômago para fazer uma viagem legal, tirar férias ou comemorar seu aniversário, é não conseguir aproveitar tudo isso por estar doente.

Pânico, ansiedade e depressão não são frescuras nem chiliques – são quadros clínicos psiquiátricos que precisam ser tratados.

Assumir que o vazio, a apatia, a melancolia e a paranoia que as pessoas com ansiedade ou depressão sentem são características de doenças graves (assim como a glicose alterada da diabetes e a gastrite pré-úlcera), é o primeiro passo para que eles possam se recuperar.

Os quadrinhos mostram circunstâncias que retratam casos de depressão e transtornos de ansiedade por serem as doenças psiquiátricas mais comuns em todo o mundo e também porque seus sintomas e respostas se manifestam em outras patologias – sendo assim, as duas mais universais.

Os quadrinhos foram inspirados em situações reais pelas quais pessoas com depressão ou ansiedade passam no dia a dia.

Um dia na vida de uma pessoa com ansiedade ou depressão

Com quadrinhos de Helô D’Angelo

Só quem está passando por esses problemas consegue entender o quanto essas situações mostradas nos quadrinhos acima são reais. Quem sabe compartilhando-os com os amigos ficará mais fácil ser compreendido. Compartilhe!




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook