Suplementação com "Quercetina" melhora os Sintomas da Artrite Reumatoide e a Atividade da Doença

Um artigo publicado no Journal of American College of Nutrition relata um benefício da suplementação com quercetina em um estudo randomizado e duplo-cego de mulheres com artrite reumatoide.

O ensaio incluiu 40 pacientes com artrite reumatoide que receberam 500mg de quercetina ou um placebo diariamente, durante oito semanas. As amostras de sangue coletadas antes e após o período de tratamento foram analisadas quanto à taxa de sedimentação de eritrócitos (ESR) e ao fator de necrose tumoral de alta sensibilidade (sigla em inglês, hs-TNFa, um marcador de inflamação) nos níveis plasmáticos. As conclusões dos exames executados por médicos que determinaram o número de articulações inchadas e sensíveis foram combinadas com resultados da ESR para calcular a atividade da doença. Questionários de avaliação de saúde avaliaram a qualidade de vida e a deficiência.

No final do ensaio, as mulheres que receberam quercetina tinham menor rigidez e dor matinal, e dor após atividade, em comparação com seus níveis no pré-tratamento.

Em contraste, aquelas que receberam placebo experimentaram mudanças não significativas. Os escores de atividade da doença, o número de articulações sensíveis, os escores do questionário de avaliação de saúde e as avaliações globais de médicos melhoraram significativamente no grupo quercetina, permanecendo essencialmente inalterados entre aquelas do grupo placebo. Ao final do estudo, a ESR foi ligeiramente menor e o fator de necrose tumoral alfa foi significativamente menor nas participantes tratadas com quercetina, enquanto que não ocorreram alterações significativas no grupo placebo.

Os alimentos ricos em quercetina são uma ótima forma de estimular e fortalecer o sistema imune, pois a quercetina é uma substância antioxidante que elimina os radicais livres do organismo, evitando danos para as células e DNA, podendo, por isso, evitar o surgimento de câncer, por exemplo.

Além disso, os alimentos considerados funcionais pela presença da quercetina possuem ação anti-inflamatória e anti-histamínica que ajudam a proteger contra doenças cardíacas e aliviam alguns sintomas de problemas alérgicos, como coriza, urticária e inchaço dos lábios.

Geralmente, os alimentos mais ricos em quercetina são as frutas e vegetais, pois a quercetina é um tipo de flavonoide que dá a cor a estes alimentos. Assim, frutas como maçã e cerejas, ou outros alimentos como cebolas, pimentão ou alcaparras são dos mais ricos em quercetina.

Lista de alimentos ricos em quercetina (quantidade de quercetina presente em 100 gramas do alimento)

  • Alcaparras 180 mg
  • Pimentão amarelo 50,63 mg
  • Trigo sarraceno 23,09 mg
  • Cebola 19,36 mg
  • Arando 17,70 mg
  • Maçã com casca 4,42 mg
  • Uva vermelha 3,54 mg
  • Brócolis 3,21 mg
  • Cerejas em lata 3,20 mg
  • Limão 2,29 mg

“Para nosso conhecimento, o presente estudo foi o primeiro que examinou o efeito do suplemento quercetina sozinho sobre a gravidade e os sintomas da artrite reumatoide em mulheres”, anunciam os autores Fatemeh Javadi, da Universidade de Teerã de Ciências Médicas, e colegas. “Em nosso estudo, a quercetina diminuiu a citocina inflamatória hs-TNFa possivelmente através da supressão da expressão gênica de citocinas (com base em estudos anteriores), mas parece que alguns outros fatores inflamatórios, como a ESR, precisam de uma duração mais longa de suplementação para produzir uma mudança significativa.”

Compartilhe essa novidade!

    As informações fornecidas neste site destinam-se ao conhecimento geral e não devem ser um substituto para o profissional médico ou tratamento de condições médicas específicas. Procure sempre o aconselhamento do seu médico ou outro prestador de cuidados de saúde qualificado com qualquer dúvida que possa ter a respeito de sua condição médica. As informações contidas aqui não se destinam a diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença.

Fonte: Essentia




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook