Síndrome pouco conhecida, a "Misofonia" é mais comum do que se imagina!

Você já ouviu falar em misofonia? Provavelmente não, certo? Mas ela é muito mais familiar do que aparenta. A misofonia é uma condição na qual a pessoa não consegue tolerar certos sons emitidos por pessoas próximas, como o da respiração ou o da mastigação.

Pessoas que não têm este transtorno muitas vezes nem percebem tais barulhos e convivem normalmente com eles, porém aquelas que sofrem de misofonia podem sentir pânico, raiva ou irritabilidade ao ouvirem esses sons tão comuns no dia a dia. Para piorar, se essas pessoas tiverem contato constante com poluição sonora, o nível de irritabilidade pode piorar.

Impactos na vida de quem tem misofonia

Por reagirem de forma tão intensa a pequenos barulhos, as pessoas que sofrem de misofonia acabam se afastando de seus círculos sociais, deixando de almoçar e jantar junto com a família para evitar certos sons... Afastam-se dos amigos e até mesmo evitam ir a locais públicos, já que sempre encontram alguém com goma de mascar na boca ou comendo salgadinho.

Como saber se tenho misofonia?

  • Os sintomas começam a aparecer geralmente dos 10 aos 12 anos;

  • Os barulhos "desencadeadores" tendem a ser o da respiração e o da mastigação;

  • Quanto mais próxima emocionalmente a pessoa com distúrbio for da "desencadeadora", mais ofensivo o som será;

  • A reação mais comum é a raiva extrema;

  • O barulho desencadeador pode causar em quem sofre de misofonia uma resposta de fuga em que a pessoa sente a vontade de ser violenta com quem está provocando os sons ou de escapar de perto do som de qualquer maneira.

As pessoas que sofrem com misofonia geralmente são diagnosticadas incorretamente, muitas vezes como transtorno fóbico, transtorno obsessivo compulsivo, ou transtornos de ansiedade, bipolar ou maníacos.

Especialistas dizem que o problema pode ser genético e que talvez não seja uma doença auditiva e sim uma falha fisiológica em partes do cérebro que são ativadas pelo som.

O que fazer para amenizar?

Por enquanto não existe tratamento e nem cura para a misofonia, o que é possível fazer é se afastar das pessoas para não sentir incomodo, tomar medicamentos prescritos, fazer hipnose e terapias cognitivas comportamentais. Existem até mesmo grupos on-line de apoio para pessoas que sofrem de misofonia. Compartilhe!

Fonte: ECycle




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook