Saiba por que Todo Ano a "Dash" é eleita a Melhor Dieta do Mundo!

Nem todas as dietas são iguais e nem todas têm vida longa – muitas desaparecem depois de dois ou três verões. A Dash (termo em inglês que significa “dieta para combater a hipertensão”) não só existe há duas décadas como se mantém por 2 anos consecutivos no topo da lista das melhores dietas do mundo – embora provavelmente você nunca nem tenha ouvido falar dela.

A pedido da US News & World Report (publicação online de rankings de diversas áreas), médicos e nutricionistas de instituições renomadas, como as universidades americanas Johns Hopkins e Harvard, avaliaram 38 programas de alimentação no segundo semestre de 2016, e a Dash, mais uma vez, ficou em primeiro lugar.

O ponto forte é cumprir de maneira eficaz o principal objetivo: combater a hipertensão e proteger o coração. Fácil de ser seguido, o menu acompanha as regras da boa nutrição e garante uma perda de peso sustentável. Portanto, não são apenas as pessoas hipertensas que se beneficiam do programa.

Ele é procurado por muita gente interessada em emagrecer sem fazer grandes restrições, se possível com direito a massa e doce. Sim, a Dash permite!

Sem pressão

É verdade: você pode comer até brigadeiro. Mas, no dia a dia, a dieta incentiva o consumo de frutas, verduras, legumes, grãos integrais, leite e derivados com baixo teor de gordura.

“São alimentos que melhoram o aporte de potássio, magnésio, cálcio, proteína e fibras – micronutrientes que estimulam o bom funcionamento do metabolismo”, explica o endocrinologista Filippo Pedrinola, de São Paulo.

Conclusão: só com essas mudanças você já se sente um pouco mais leve. Calma, ainda não acabou. Reduzir as gorduras em geral (as boas incluídas) e os produtos industrializados com muito sódio são outras duas estratégias do método para controlar a pressão e que também favorecem a perda de peso.

Mas não se iluda com a fórmula perfeita. Mesmo a the best diet pode não oferecer tudo de que você precisa para vencer a balança, pois existe uma palavrinha a ser respeitada: individualidade.

“A Dash é um programa alimentar equilibrado, não há dúvida. Mas, dependendo da pessoa, são necessárias adaptações”, diz a nutricionista Marcia Gowdak, da Sociedade Brasileira de Hipertensão. Então fique atenta aos sinais do seu organismo para não se decepcionar nem ter uma surpresa ruim lá na frente.

Na sua medida

Se o seu objetivo, além de melhorar a saúde, é enxugar medidas, você pode reduzir o valor energético. De acordo com o Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue dos Estados Unidos, que ajudou a desenvolver a dieta, associar exercícios físicos facilita o emagrecimento.

Por isso uma versão atualizada estabelece um total diário de 1500 calorias – um número confortável para uma mulher que caminha pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana, e que oferece uma boa (e realista) estimativa de perda de peso: 500 gramas por semana, 2 quilos em um mês.

Não, ninguém falou que seria uma mudança rápida. Mas a Dash é considerada premium justamente por proporcionar um emagrecimento saudável e, igualmente importante, sustentável.

Embarque nessa se você quer dar um upgrade nos resultados dos seus exames, afastar os riscos de doenças e ver o jeans fechar sem esforço para sempre!

As mais votadas depois da melhor

Elas valorizam as opções minimamente processadas e não proíbem nenhum grupo alimentar. Conheça as dietas que também ganharam destaque no ranking geral da US News & World Report em 2016.

Mediterrânea

Objetivo: reduzir peso, melhorar a saúde do coração e do cérebro, prevenir o câncer e o diabetes.

Como funciona: não é propriamente uma dieta, mas um estilo de alimentação. Enfatiza o consumo de frutas, verduras, legumes, grãos integrais, castanhas, azeite, ervas e temperos, peixe/frutos do mar algumas vezes na semana, frango, ovos, laticínios com moderação, poucos doces e carne vermelha esporadicamente.

MIND

Objetivo: prevenir Alzheimer.

Como funciona: estimula o consumo de dez grupos alimentares – todas as folhas verdes e legumes, castanhas, frutas vermelhas, feijões, grãos integrais, peixe, frango, azeite extravirgem e vinho (apenas uma taça por dia para as mulheres). Evita (não proíbe) alimentos de cinco grupos: carne vermelha, manteiga e margarina, queijos, doces e frituras/fast-food.

Flexitarian

Objetivo: reduzir peso e melhorar a saúde em geral.

Como funciona: prioriza a proteína vegetal (tofu, ovos, feijões e castanhas), frutas e vegetais, grãos integrais, laticínios, açúcar e pimenta.

Vigilantes do Peso

Objetivo: reduzir peso.

Como funciona: une dois sistemas – o ProPontos (permite uma cota diária de pontos) e o Express (libera uma lista de alimentos plenos, que promovem saciedade. Estimula a prática de exercício.

Clínica Mayo

Objetivo: reduzir peso.

Como funciona: a fase 1 foca em 15 hábitos saudáveis adquiridos aos poucos. Na 2, entra o controle de calorias. O menu é rico em hortaliças, proteínas magras e grãos.

TLC

Objetivo: controlar o colesterol.

Como funciona: limita as gorduras a menos de 7% das calorias diárias. Libera porções moderadas de carne e lácteos. Quatro porções de frutas e cinco de vegetais; de seis a 11 porções de grãos integrais.

Fonte: Boa Forma




Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook