Perca Peso Agora

Por que os Adolescentes podem (e devem) fazer Musculação

Quando o adolescente pede aos pais a permissão para frequentar uma academia ou a sala de ginástica do condomínio, é comum os responsáveis negarem o pedido – mesmo que isso lhes custe ouvir reclamações do rebento.

Para pais e mães, o jovem deve ficar bem longe dos aparelhos de malhação até… “crescer um pouco mais”. O fato é que ainda se associa a musculação na adolescência a um corpo bombado e desproporcional. Eles preferem que os filhos pratiquem esporte — futebol, vôlei, bicicleta ginástica olímpica, judô…

O que muitos não sabem é que não existe problema algum em liberar a academia para os filhos adolescentes – a atividade ajuda, inclusive, a evitar lesões causadas pelo esporte.

Há casos de jovens, por exemplo, que apresentam precocemente problemas musculares e ósseos em algumas regiões do corpo provocados pelo impacto das atividades físicas consideradas inofensivas, como futebol, bicicleta e skate.

O fato é que, dependendo da estrutura corporal do jovem, movimentos simples como chutar uma bola, saltar e correr podem gerar lesões até maiores do que a malhação. E, nesses casos, a musculação pode até mesmo se tornar uma aliada, como um treinamento complementar, para fortalecer o corpo e deixá-lo mais preparado para enfrentar as outras atividades.

Recentemente, o preparador físico Renato Dutra lançou o livro “Malhação para Adolescentes: secar, ganhar músculos e força” , dedicado exclusivamente ao público jovem que deseja malhar. O autor indica treinos seguros para adolescentes e desmistifica a crença de que não podem frequentar academia.

Diz Renato: “Acho curioso alguns jovens serem proibidos de fazer musculação porque seus pais acham que isso vai exigir muito do corpo quando, na verdade, eles estão praticando outras modalidades esportivas que impõem sessões de treinamento muito mais extenuantes."

Assim como ocorre com qualquer adulto que frequenta uma academia, o adolescente, claro, deve respeitar, os limites e características do seu corpo e não ultrapassar a carga indicada para seu tamanho e peso.

E os pais devem ficar atentos, sim. Muitos adolescentes, principalmente os garotos, querem frequentar a academia com a esperança de ficaram musculosos. Um estudo publicado em 2014 no periódico científico Journal of American Medical Association, revelou que entre os adolescentes que afirmavam se preocupar com o peso, metade deles se interessava apenas em ganhar músculos.

Diz o fisiologista Paulo Zogaib da Universidade Federal de São Paulo: “Não são todos os jovens que têm a predisposição genética para ganhar músculos. Essas pessoas tendem a passar dos limites, sobrecarregam o treino e até chegam a procurar auxílio de anabolizantes. É isso que deixa os pais com medo”.

Contudo, quando os limites do corpo são respeitados e tem-se uma rotina de exercícios equilibrada, a musculação se transforma em uma atividade extremamente regrada e com pouca probabilidade de causar problemas ao corpo, até mesmo se comparada com esportes tradicionais.

Enquanto na malhação é possível controlar a carga e intensidade dos movimentos realizados, uma partida de futebol, por exemplo, pode causar lesões a partir de movimentos mal feitos e pancadas inesperadas. Diz Isaias Gonçalves Rodrigues, fisiologista do exercício: “O corpo dos adolescentes está pronto para malhar. O perigo está no fato de pensar que a academia é só estética.Trata-se de uma fonte de saúde extraordinária”.

Fonte: Veja.com



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook