Perca Peso Agora

Por Que Não Adianta Forrar o Vaso Sanitário com Papel Higiênico

Quando uma mulher usa um banheiro público, não há outra maneira de fazê-lo senão em pé, sem encostar no assento, ou usando papel higiênico para forrá-lo. É um costume ensinado por mães e avós. Segundo a crença popular, assentos de banheiros públicos estão forrados de vírus e bactérias transmissores de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), todos ansiosos para contaminar a primeira incauta que se sentar ali.

Um estudo inglês de 1991, por exemplo, identificou que o hábito é difundido também por aquelas bandas. Na pesquisa, 85% das mulheres afirmaram que urinavam agachadas, sem encostar no vaso. Outras 12% disseram que sentam no assento, mas o forram antes com papel higiênico.

No entanto, forrar o assento com papel ou sequer sentar nele são soluções relativamente inúteis para evitar se contaminar com DSTs. O motivo é que não há evidência médica de algum paciente que tenha contraído qualquer DST apenas se sentando no vaso sanitário.

A história foi transmitida geração após geração provavelmente porque é uma desculpa bastante útil para explicar uma doença sexualmente transmissível a um parceiro desconfiado de infidelidade ou a familiares que não ficariam furiosos ao saber que uma moça não é mais virgem.

Não que o assento do vaso sanitário não esteja repleto de bactérias e vírus. Ele está. Mas as evidências sugerem que outras superfícies no banheiro, como a válvula da descarga e a maçaneta da porta, têm tantos microorganismos quanto o assento sanitário - em alguns casos, até mais.

As bactérias que transmitem clamídia e o vírus responsável pela herpes genital, por exemplo, morrem em pouco tempo em contato com superfícies frias como o vaso sanitário ou uma maçaneta.

Uma bactéria como a E. coli, que causa intoxicação alimentar e geralmente é encontrada nas fezes, deve causar preocupações maiores em um banheiro público.

Quando você dá descarga, micropartículas de água do vaso sanitário se espalham pelo banheiro. Ainda assim, para que fossem capazes de transmitir qualquer doença, as bactérias precisariam entrar em contato com alguma ranhura ou ferida na pele, com mucosas na boca, nariz ou olho ou mesmo diretamente com o ânus ou a vagina, por exemplo. Isso raramente acontece.

Por isso, as chances de pegar qualquer doença do vaso sanitário são baixíssimas, e forrá-lo com papel não vai reduzi-las a não ser que você embale o banheiro todo.

Lavar as mãos com cuidado é a maneira mais segura de reduzir ainda mais as chances de que algo assim aconteça. E se algum aspecto cultural continuar lhe impedindo de sentar no vaso, uma solução pode ser usar lenços umedecidos antissépticos para limpar o assento antes.

Fonte: Nexo Jornal



Receba Dicas de Saúde Grátis

Tenha uma vida mais saudável com nossas melhores dicas e novidades.

Compartilhar no Facebook